Jogo do Gaúcho foi cancelado

Presidente do TJD suspendeu partida que aconteceria nesta tarde

Escrito por
,
em
Erro de inscrição pode acabar com as pretenções

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

 Às 13 horas desta quinta-feira, o presidente do Tribunal de Justiça Desportiva, Dr. Carlos de Souza Schneider, suspendeu a realização do jogo entre São Borja e Sport Clube Gaúcho. Seria o jogo de ida pelas semifinais do Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão, que estava programado para as 15 horas no Estádio Vicente Goulart. Há uma denúncia no TJD sobre a suposta irregularidade na inscrição de um atleta do Gaúcho. Tauan de Quadros, o lateral conhecido como Boni, estaria com contrato vencido quando o Gaúcho eliminou o Rio Grande, que seria o próprio autor da denúncia. Ainda ontem à noite, o procurador-geral Alberto Lopes Franco informou que o TJD deverá analisar a suposta situação ilícita ainda nesta quinta-feira. A apenas 180 minutos da classificação para a Divisão de Acesso, esse caso é um balde de água fria numa equipe embalada e com campanha excepcional. A expectativa, dependendo do resultado do julgamento,  poderá ser frustrada e, assim, o Gaúcho permanecerá mais um ano na Segunda Divisão.

Despacho

Em seu despacho, nesta quinta-feira, o presidente do TJD coloca que “Vislumbrando, desde já, a possibilidade de êxito na acusação formulada contra o S. C. Gaúcho, de Passo Fundo, em face da denúncia pela prática da infração prevista no art.214 do CBJD (em duas oportunidades - 05/07 e 08/07), com a inclusão de atleta sem condições de jogo, considerando que há partidas designadas para a fase Semifinal do Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão, na cidade de São Borja/RS e Passo Fundo/RS, respectivamente, defiro o pedido liminar da Procuradoria no sentido de suspender tais partidas, em 12/07 e 15/07 (apenas tais partidas!), a fim de que não sejam efetuados deslocamentos, nem gastos desnecessários pelos desportistas e demais envolvidos, tampouco se criem expectativas desportivas desnecessárias, isso até decisão da Justiça Desportiva por uma de suas de CDD, decisão a qual, indiretamente, poderá alterar a tabela de classificação.”

Relacionadas

Gostou? Compartilhe