Segundona poderá iniciar em setembro

Reunião por videoconferência com a FGF teve a participação de representantes de 14 clubes

Escrito por
,
em
Videoconferência: presidente Ghion Júnior representou o Gaúcho (Arquivo Pessoal)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Os acertos sobre o futebol na pandemia ainda seguem em banho-maria. Aos poucos, a Federação Gaúcha de Futebol vai acenando com a possibilidade de retorno das principais competições. Os primeiros estudos foram sobre o Gauchão e a Divisão de Acesso, com expectativa de reinício em agosto. Já para o começo da Segunda Divisão as tratativas iniciaram depois. Na terça-feira, 23, a FGF realizou uma reunião por meio de videoconferência com o propósito de debater acerca da competição. Dos 15 clubes inicialmente inscritos, 14 participaram e o TAC de Três Passos já teria desistido da competição. A primeira decisão do encontro foi de que o início da Segundona Gaúcha permanece suspenso, com possibilidade de ocorrer em setembro.

Três grupos e sem público

No encontro, coordenado pelo presidente da Federação, Luciano Hocsman, o Sport Clube Gaúcho de Passo Fundo esteve representado pelo presidente Augusto Ricardo Ghion Júnior. A proposta apresentada pela FGF contempla uma competição regionalizada, com três grupos de cinco ou quatro equipes. “Os clubes têm até a próxima terça-feira (30) para confirmar a participação e aceitar jogar sem a presença de público”, explicou Guto Ghion. A videoconferência indicou que é grande a possibilidade de todos participarem. “Depois da confirmação dos clubes, a Federação detalhará os grupos e o calendário de jogos, o que será apresentado em uma nova reunião ainda sem data marcada”, completou o presidente do Gaúcho.

Com profissionais e valendo vagas

A proposta da utilização somente de atletas amadores, apresentada por alguns clubes, foi rechaçada pelo presidente da Federação para preservar o espaço dos profissionais, permanecendo o mesmo regulamento. “Terá o mesmo formato, subindo os dois primeiros para o Acesso”, confirmou Guto. Já a segunda competição do ano, a conhecida Copinha, continua suspensa por enquanto. E também permanecem dúvidas sobre as demais competições, pois qualquer decisão ainda deve passar pelo crivo dos governos estadual e municipais.

Exigências e protocolos

Em meio às indecisões, o tempo é de espera e planejamento. “O Gaúcho vem mantendo diálogo constante com a Federação. Se a decisão for pelo início do campeonato, o Gaúcho vai voltar a campo e disputar. Tudo isso, é claro, respeitando todas as exigências sanitárias, tão importantes nessa época. Para viabilizarmos o futebol, antes teremos que nos adaptar e implantar todos os protocolos de segurança necessários”, concluiu Ghion Júnior. Mas, antes disso, os clubes têm até a próxima terça-feira para confirmar participação. Depois será conhecido o calendário que, dependerá de um sinal verde das autoridades sanitárias.

Gostou? Compartilhe