Às vésperas do Gre-Nal, Grêmio confirma mais um caso positivo de coronavírus entre os atletas

Sem revelar a identidade, a assessoria gremista limitou-se a dizer que o jogador está assintomático e afastado dos trabalhos coletivos

Por
· 1 min de leitura
Foto: Lucas Uebel/GFPAFoto: Lucas Uebel/GFPA
Foto: Lucas Uebel/GFPA
Você prefere ouvir essa matéria?

O Grêmio confirmou, nesta terça-feira (21), mais um caso positivo para infecção do novo coronavírus entre os atletas profissionais do Clube. Sem revelar a identidade, a assessoria gremista limitou-se a dizer que o jogador está assintomático e afastado dos trabalhos coletivos.

Os testes realizados no final de semana fazem parte do protocolo da Federação Gaúcha de Futebol para a retomada do Campeonato Gaúcho. Foram coletadas amostras de atletas, membros da comissão técnica e funcionários do Departamento de Futebol Profissional do Grêmio. A partir dos resultados, as 80 pessoas com resultado negativo para a doença causada pelo coronavírus podem frequentar a rotina da delegação durante o calendário.

Concentrada desde segunda-feira, a delegação viaja hoje a Caxias do Sul, onde acontece o Gre-Nal desta quarta-feira e retorna após o jogo para o Hotel Deville. Para garantir o isolamento e a segurança ideais, o período de concentração se estende até o fim da fase atual do Gauchão – quando o Tricolor enfrenta o Novo Hamburgo pela sexta rodada, no dia 29.

Implementado no início do mês de maio, o protocolo de prevenção da COVID-19 tem sido aplicado de forma rígida pelo Departamento Médico tricolor. A cada sessão de treinamento, os jogadores são submetidos a verificação da temperatura e encaminhados a uma área individual onde vestem as chuteiras. Até a liberação para as atividades com contado, no último dia 14, o elenco trabalhou dividido em grupos, cumprindo as atividades de forma individual e respeitando o distanciamento social.

Além dessas medidas, o Clube também investiu na testagem dos seus jogadores e funcionários do Centro de Treinamentos. Foram adquiridos 600 kits de uma empresa sul-coreana, e todos são testados a cada 14 dias. Desde então, foram 568 testes – incluídos os 81 do último domingo.

Um dos médicos responsáveis pela implementação do protocolo sanitário do Clube e posterior acompanhamento dos atletas, o doutor Márcio Dornelles comemora os 80 resultados negativos, que finalizam com êxito uma simbólica primeira etapa: deixar o elenco à disposição do técnico Renato Portaluppi para a volta dos jogos.

“O protocolo foi desenvolvido e aplicado desde maio. Fomos um dos primeiros clubes a retornar aos treinamentos. Isso mostra que estamos seguindo todas as medidas sanitárias, de biossegurança e nossos resultados estão sendo extraordinários. A direção, desde o primeiro momento, não poupou esforços em dar toda a condição para o Departamento Médico colocar os protocolos em prática”, diz.

Gostou? Compartilhe