Brasil é superado pela Rússia na final

Equipe brasileira perdeu por 3 sets a 0 e ficou com a medalha de prata

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Brasil entrou em quadra com uma equipe renovada, que buscava o primeiro título desse novo ciclo olímpico. Mas, do outro lado da quadra, estava a Rússia, atual campeã olímpica que, neste domingo (21.07) levou a melhor e venceu por 3 sets a 0 (25/23, 25/15 e 25/19), em 1h24, no jogo realizado no ginásio Islas Malvinas, em Mar del Plata, na Argentina. Com o resultado, os russos ficaram com a medalha de ouro da Liga Mundial 2013, os brasileiros levaram a prata e a Itália, que venceu a Bulgária também neste domingo, conquistou o bronze.

Antes de chegar a Fase Final, onde estavam seis equipes, o Brasil conquistou nove vitórias em dez jogos e garantiu a classificação em primeiro lugar do Grupo A. Já na etapa decisiva, a seleção brasileira perdeu para a própria Rússia no primeiro jogo, por 3 a 2, venceu o Canadá por 3 a 0, e, na semifinal, bateu a Bulgária por 3 a 1. Ao todo, foram dez vitórias e duas derrotas.

Neste domingo, o capitão Bruno destacou a importância de estar na decisão e projeta um bom futuro para o atual grupo do Brasil.

"Chegamos a mais uma final e isso é sempre bom, mas só chegar não adianta muito. Queremos vencer sempre, estamos acostumados a isso, e perder deixa todos tristes. Por outro lado, sabemos que esse time ainda tem muito a crescer. Mostramos bons momentos durante a competição e temos que enaltecer esse ponto. O que deu de errado, temos que corrigir para as próximas competições", disse Bruninho.

Jogador mais experiência da seleção, o ponteiro Dante sabe que a derrota também ensina - especialmente a um grupo jovem como o do Brasil.

"Hoje foi o jogo da Rússia. Eles defenderam muito bem. Eu joguei na Rússia três anos e sei que isso não é normal deles. Mas eles imprimiram um ritmo de saque muito forte e nós não soubemos lidar com essa situação. Abrimos uma boa vantagem no primeiro set e precisávamos ter aproveitado aquele momento. Jogando na frente, eles são quase imbatíveis. Agora temos que levantar a cabeça o mais rápido possível e aprender com a derrota. Temos um grupo jovem, que tem tudo para dar certo, e ainda temos que construir a nossa identidade",

O técnico Bernardinho elogiou o desempenho do adversário nesta final e fez questão de destacar o valor do novo grupo do Brasil.

"Mérito da Rússia nesse jogo de hoje. Sabemos que o caminho é longo e esse grupo ainda tem muito a evoluir. Temos que reagir rápido e trabalhar para seguir na busca pelos sonhos. Criou-se uma certa ilusão, uma expectativa, com a boa campanha nessa Liga Mundial, e alguns jogadores sofreram com isso. Essa é a primeira competição oficial deste novo ciclo. O time não foi tão bem na final e isso é completamente natural diante de tanta responsabilidade e expectativa que foi criada", comentou Bernardinho.

Gostou? Compartilhe