Fabiano Borba já tem um time definido

Gaúcho estreia dia 23 com o Nova Prata na Arena

Por
· 1 min de leitura
Fabiano Borba: ?EURoemeu estilo de jogo não muda?EUR?

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A temporada 2019 será muito puxada para o time do Sport Clube Gaúcho, que está em pré-temporada. A primeira competição será a Segunda Divisão Gaúcha, depois começa a Série “D” do Brasileirão e, no segundo semestre, a Copa RS. O grupo comandado pelo técnico Fabiano Borba já fez dois jogos-treino. Em Caxias do Sul perdeu por 2 x1 para o SER Caxias e, na quarta-feira, na Arena, ficou no 0 x 0 com o time Sub-20 da Chapecoense. Na Segundona o limite de idade é de 24 anos, mas em cada partida podem jogar quatro acima deste limite. Já na Série “D” não há restrições de idade para os atletas. Assim, na prática, a comissão técnica terá que trabalhar com duas formações distintas.

 

Nomes conhecidos
Após os primeiros testes, o técnico Fabiano entende que “a equipe teve um bom desempenho e demonstra amadurecimento dentro daquilo que a gente planejou”. Comparando com o time que disputou a Copinha no ano passado, entende que o atual é melhor. “Tem mais intensidade, mais volume de jogo e mais vitalidade”. Isso, claro, lembrando que permanecem muitos atletas do grupo de 2018, como Willian Lago, Adilson, Bruno, Boni e Maylon, por exemplo. Além desses, um nome conhecido está de volta à Arena. É o centroavante Matheus Paulista. Outro que pode retornar ao elenco, basicamente para a Série “D”, é o atacante Rafael Paraíba, que agregaria experiência nesse nível de competição.

 

Escalação antecipada
Duas competições, escalações diferentes e o mesmo estilo de jogo. Sim, Fabiano explica que “meu estilo de jogo não muda. É a concepção de uma ideia de jogo e o modelo continua o mesmo”. Porém, dentro deste mesmo molde, o técnico lembra que a Série “D” exigirá jogadores mais experientes. Além do técnico, o gerente de futebol Zé Leão e o vice de futebol Mário Tito já estão de olho no mercado. Com o final dos campeonatos estaduais, o mercado terá mais opções para suprir as necessidades do Gaúcho. “Certamente devem chegar mais uns cinco ou seis jogadores”, prevê o treinador. Agora, a mais de 20 dias da estreia, Fabiano Borba contraria a velha praxe de esconder o time ideal ou provável. Antes do início do último treinamento de fevereiro, ele não fugiu do assunto. O time? “Tenho, sim. É Willian Lago; Boni, Bruno, Erik e Otávio; Maylon, Adilson, Andrews, Gian e Café; Matheus Paulista”. Em matéria de escalação o Gaúcho largou na frente.

Gostou? Compartilhe