Revivendo os bons tempos

Guga comemora os dez anos da liderança no ranking mundial em partida amistosa contra André Agassi

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A vitória por 2 sets a 0, parciais de 7/5 e 7/6 (7-5), de Gustavo Kuerten sobre Andre Agassi neste sábado ficou em segundo plano no Ginásio do Maracanãzinho. Depois do confronto, o brasileiro recebeu uma grande homenagem pelo aniversário de dez anos da liderança do ranking mundial, e não conseguiu esconder a emoção: Guga chorou e terminou a noite no palco, cantando "Pro dia nascer feliz" com Frejat.

Depois do amistoso contra Agassi, Guga recebeu um troféu da organização por ter vencido o confronto e foi idolatrado pela torcida presente no ginásio carioca. O apresentador da TV Globo Luciano Huck foi à quadra para iniciar a série de homenagens ao tenista catarinense.

A primeira cerimônia teve como "mestre" o ex-técnico de Guga, Larri Passos. O comandante entrou na quadra, entregou uma placa para Andre Agassi e agradeceu o apoio do público que compareceu ao Maracanãzinho neste sábado. O americano, por sua vez, mostrou grande carisma e brincou com o adversário da noite. "Lembro-me que quando nos enfrentávamos, eu levava vantagem por ser mais velho e experiente. Agora a experiência é a mesma, mas eu continuo mais velho", brincou Agassi, que arrancou risos no Maracanãzinho.

A partir de então, a noite serviu para ressaltar a idolatria ao tenista brasileiro. A mãe do jogador, Maria Alice, entrou em quadra e deu uma bandeira do País para o catarinense, que tomou a mesma atitude de dez anos atrás, após a vitória sobre Agassi na decisão do Masters Cup de Lisboa: se "embrulhou" no manto verde, amarelo, azul e branco. O momento mais emocionante da noite deu-se quando um vídeo sobre a carreira do brasileiro foi exibido no telão do ginásio. Imagens das grandes conquistas e frases simbólicas de Guga foram ressaltadas. O catarinense, por sua vez, não resistiu à emoção e chorou, antes de agradecer ao público nacional. "O mais bacana é poder desfrutar do dia de hoje da mesma forma que foi em Lisboa, há dez anos. Só faltou minha avó, mas ela não pôde vir. Sou muito agradecido por ter vivido aquilo e por viver isso aqui hoje. Tenho que agradecer a todos os brasileiros nesta hora", discursou o brasileiro, com a voz embargada.

Depois da série de homenagens, Guga recebeu o segundo desafio da noite. Após superar Agassi, o catarinense foi "intimado" por Luciano Huck a subir no palco e cantar com Frejat. O ex-tenista, carismático como sempre, assumiu o microfone ao lado do artista e encerrou um dia que ficará na história do esporte brasileiro.

Gostou? Compartilhe