"Dinheiro não será problema"

Em Passo Fundo, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol destaca a cidade como forte candidata à subsede da Copa de 2014

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Noveletto, esteve em Passo Fundo ontem para tratar sobre a situação da candidatura da cidade como subsede da Copa do Mundo no Brasil. Em entrevista coletiva, concedida na prefeitura, Noveletto esclareceu as questões que colocam Passo Fundo como uma forte candidata a sediar parte da Copa do Mundo 2014. O prefeito Airton Dipp destacou que se o município for escolhido, terá um benefício econômico significativo.
De acordo com Noveletto, existe no município um potencial muito grande, com aeroporto, ampla rede hoteleira e médica, além de a cidade ficar localizada em uma região estratégica, cercada por rodovias. Sobre um bom centro de treinamento, ele frisou que esse é um cartão de visita. Ele até conheceu alguns deles na África do Sul: "Os atletas necessitam de acomodações, pois as seleções, no período pré-Copa, ficam em tempo integral neles", contou.

Dipp ressaltou a qualidade do centro de treinamento da Universidade de Passo Fundo, que ainda não oferece hospedagem, mas que já conta com uma estrutura de medicina esportiva, laboratórios e piscina térmica. "Quem sabe esse espaço pode ser o embrião para a Copa", disse.

Sobre a questão financeira, o presidente Noveletto disse que dinheiro não será problema. Em conversa recente com o Ministro dos Esportes, Orlando Silva, Noveletto recebeu a informação que o que falta são bons projetos. "Passo Fundo não tem o que perder, se o que for construído aqui não for aproveitando para recepcionar uma seleção, ficará de herança para a comunidade e os clubes locais", contou ele.

Na oportunidade, ele ainda explicou que a Fifa não é responsável pela a escolha das subsedes, ele usou a expressão "o mundo da bola" para se referir a essas escolhas. Após as eliminatórias e o sorteio dos países cabeças de chave, a Fifa irá decidir que equipe fica em determinada região. Momento, que segundo Noveletto, as cidades definidas como sub sedes devem procurar os consulados dos países e apresentarem suas propostas. "Essa é a hora, por exemplo, de Passo Fundo ir vender seu produto. Temos influência, mas quem vai indicar são os consulados sedes", detalhou.

Após a entrevista, o presidente da Federação Gaúcha participou de reunião almoço no Clube Comercial, onde se reuniram mais de cem expectadores para discutir o tema.

Sedec
O projeto realizado pela Secretaria de Desporto e Cultura já foi entregue ao Comitê Organizador da Copa. Dentro do planejamento se destaca o Aeroporto Lauro Körtz, que dispões de voos regulares e comerciais com destinos a São Paulo e Porto Alegre, facilitando a mobilização da possível seleção residente aos jogos.

Entre outros pontos o secretário César Augusto dos Santos destacou também a grande rede hoteleira e a medicina esportiva.
O ponto de carência da cidade seria a primeira das exigências, um Centro de Treinamento equipado com a estrutura necessária para a preparação da seleção. A partir disso, o projeto conta com a utilização da estrutura da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo como opção viável, que dispõe de campos de futebol, piscina térmica semiolímpica coberta e pista de atletismo, além dos laboratórios de referência para pesquisa, estudo e avaliações físicas. Outra opção seria o estádio Vermelhão da Serra, que necessitaria de melhorias para suprir as exigências necessárias.
Segundo o secretário, está previsto para setembro, a visita dos representantes da comissão da FIFA às cidades candidatas, para as avaliações finais. A decisão será tomada em dezembro deste ano. "As questões técnicas já estão definidas, e o projeto já está entregue. Acredito que Passo Fundo esteja a frente da concorrência pelos pontos positivos. Podemos ficar confiantes com a candidatura".

Pontos positivos
Aeroporto Lauro Körtz
Pólo de medicina esportiva
Rede hoteleira
Localização rodoviária estratégica

Ponto negativo
Centro de Treinamento

Gostou? Compartilhe