Fama confirmada

Adão chegou ao Passo Fundo com a fama de ser artilheiro por onde passa e no time do Vermelhão da Serra já fez quatro gols em três jogos

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Marcelo Alexandre Becker/ON

Desde que chegou ao Vermelhão da Serra, o técnico Bebeto Rosa falava que o time tinha um bom elenco, mas apresentava algumas carências, como a do centroavante de área, finalizador, aquele que é responsável pelo último toque na bola na conclusão de uma jogada, na linguagem do futebol, um "matador".

Passada a primeira fase, onde o Passo fundo se classificou com alguma dificuldade e sem um jogador com estas características. Para a segunda fase, depois de uma vitória na primeira partida, contra o TAC no Vermelhão da Serra, o time de Bebeto Rosa perdeu os outros dois jogos seguinte, para o Riograndense, e o clássico para o Gaúcho em Marau. Como não se poderia perder mais tempo, a diretoria do clube enfim encontrou um jogador que apresentava todos os pré-requisitos para um centroavante de área: Adão.

O mineiro de Montes Claros, que já conquistou a primeira divisão defendendo o Caxias em 2001 e teve passagem pelo Grêmio, tem em seu currículo, além da fama de goleador, ter estado no grupo do Avenida, que subiu da Segundona para a primeira em 2008, e também no Porto Alegre, onde foi campeão da Segundona no ano passado. No Passo Fundo o camisa 9 quer repetir isso e está confiante. "O grupo do Passo Fundo tem muita qualidade e todos me receberam muito bem aqui, o que faz ficar a adaptação mais fácil", disse o jogador que marcou sete gols pelo Porto Alegre na série A de 2010.

Adão falou ainda da expectativa que está de fazer sua primeira partida no Vermelhão da Serra, já que desde que foi contratado, os jogos em que o clube tinha o mando de campo foram disputados em Erechim. "Estou ansioso. O time está bem, e estamos com a classificação bem encaminhada, então quero ver a torcida do Passo Fundo presente no Vermelhão da Serra para nos apoiar". Sobre a classificação para o quadrangular decisivo, apesar de estar bem na tabela da chave 5, Adão alerta para o time não perder o foco. "Temos que pensar jogo a jogo. Estamos bem nessa fase, mas ainda não estamos garantidos no quadrangular, por isso temos que manter a regularidade que estamos apresentando. Nosso grupo é forte e podemos enfrentar qualquer time da Segundona de igual para igual". Apesar de ter marcado quatro vezes em três jogos, Adão não escapa da cobrança, em tom de brincadeira dos colega. Vainer, que está atuando de meia, falou que Adão está "devendo" no Passo Fundo. "Ele está devendo aqui ainda. A média dele é dois gols por jogo, vamos ver se ele melhora". O Passo Fundo enfrenta nesta quarta-feira o Panambi fora de casa e com horário ainda a ser confirmado. Já o Gaúcho joga na quinta-feira contra o Santo Ângelo, às 20h.

Gostou? Compartilhe