Fernandão exalta potencial de Bolívar e espera permanência

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Conhecido como um dos líderes do Internacional fora de campo e idolatrado por sua raça e disposição durante as partidas, o zagueiro Bolívar ainda não tem seu futuro definido na equipe e sua permanência no Beira-Rio e segue como um dos principais assuntos discutidos nos bastidores do clube gaúcho.

Amigo de longa data do defensor, o diretor técnico Fernandão deixou bem claro o seu posicionamento neste fim de semana e disse que torce para que o jogador dispute a próxima temporada com a camisa do Inter.

Bolívar está na mira do Flamengo para o Campeonato Estadual, mas ainda não conseguiu acertar sua transferência para o clube carioca. As negociações entre os dois times seguem avançando e a vontade do atleta deverá ser fundamental para que uma decisão sobre o seu futuro seja tomada nos próximos dias.

Entretanto, um ponto que poderá pesar contra sua permanência no Inter é o desprestígio que o zagueiro acumulou com a torcida colorada. Nas rodadas finais do Brasileiro, o atleta foi disputar a bola com o lateral esquerdo Dodô, do Bahia, e acabou entrando com força desnecessária na jogada. A dividida rompeu os ligamentos do joelho do jovem atleta e causou ao defensor uma severa punição, que foi reduzida pelo STJD após algumas audiências.

"Não tem nenhuma novidade ainda sobre a negociação com o Flamengo. Acredito muito no futebol do Bolívar. Na competência e na liderança dele. Maus momentos, só os grandes conseguem superar e passar por cima dessas dificuldades. Gostaria muito que ele pudesse continuar conosco", destacou Fernandão, em entrevista à Rádio Gaúcha.

O diretor técnico do clube gaúcho jogou com Bolívar na campanha vitoriosa do Inter, em 2006. Os atletas foram campeões da Libertadores naquele ano, mas não puderam comemorar a conquista do Mundial juntos, já que o defensor se transferiu para o Mônaco, da França, pouco tempo depois de ter vencido o torneio continental.

Mesmo com o apoio de Fernandão e da comissão técnica, a saída ou permanência do zagueiro não impedirá a contratação de mais alguns reforços para o setor defensivo. A diretoria colorada estuda o nome de três defensores e espera trazer jogadores de peso para suprir as perdas que teve na zaga e formar o elenco que iniciará a pré-temporada em janeiro.

Gostou? Compartilhe