Mano Menezes repete a escalação e time segue em busca do entrosamento ideal

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Seleção Brasileira que vai disputar as Olimpíadas de Londres está ganhando aos poucos o seu jeito e melhor maneira de jogar, com uma formação que Mano Menezes vem repetindo com frequência.

A busca do entrosamento ideal prosseguiu nessa segunda-feira no CT do Arsenal. Começou com um exercício técnico com dois times se enfrentando em cada metade do campo, com a participação de quatro jogadores das divisões de base do Arsenal para completar. Depois, houve um treinamento tático, paralisado diversas vezes por Mano com orientações sobre o posicionamento e saída de bola corretos até que o melhor resultado fosse alcançado.

A Seleção titular foi escalada com Neto (Rafael Cabral não pôde treinar) Rafael, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro, Rômulo e Oscar; Hulk, Leandro Damião e Neymar. Essa é a formação, com Rafael no gol se puder atuar, que deverá estrear nas Olimpíadas na quinta-feira, em Cardiff, contra o Egito. O jogo será no Millenium Stadium, às 19h45 (15h45 de Brasília).

Time praticamente escalado, o entrosamento chegando a cada jogo e treino, mas sem significar que haja titulares absolutos no grupo. Como pela regra olímpica só pôde convocar 18, Mano tratou de relacionar jogadores versáteis, que sabem ocupar várias posições e que estarão prontos a entrar em qualquer eventualidade. Sobre isso disse bem Oscar, o dono da camisa 10 olímpica e titular de momento. “Em uma seleção com tantos bons jogadores, não se pode descuidar nunca. Na minha posição mesmo tem o Ganso e ainda o Lucas que podem muito bem jogar na função.”

 

Gostou? Compartilhe