Passo Fundo vence, Marau entra com denúncia

Tricolor goleou por 3 x 0 na partida de estreia na Copa Ibsen Pinheiro

Por
· 1 min de leitura
Itamar marcou os três gols do Passo Fundo - Foto - Vinicius Kümpel – Divulgação-ECPFItamar marcou os três gols do Passo Fundo - Foto - Vinicius Kümpel – Divulgação-ECPF
Itamar marcou os três gols do Passo Fundo - Foto - Vinicius Kümpel – Divulgação-ECPF
Você prefere ouvir essa matéria?

Quinta-feira, o Esporte Clube Passo Fundo estreou goleando o FC Marau por 3 x 0, gols de Itamar, na rodada de abertura da Copa FGF - Troféu Ibsen Pinheiro. A partida iniciou às 11 horas da manhã, com o Estádio Vermelhão da Serra sem público nesta pandemia. Em primeiro tempo bastante movimentado, o primeiro gol do ECPF foi marcado por Itamar, já aos seis minutos de jogo. Depois, aos 39, ele marcou o segundo. O placar foi movimentado pela terceira vez, também por Itamar, aos 32 minutos do segundo tempo em cobrança de pênalti.

Denúncia

Ainda nesta quinta-feira à tarde, o FC Marau enviou uma denúncia à Federação Gaúcha de Futebol, que deverá ser encaminhada ao Tribunal de Justiça Desportiva do RS. O presidente do Marau, Miguel Paz, disse que as irregularidades estão relacionadas ao BID e a súmula eletrônica. “O nome do técnico do Passo Fundo (Ricardo Attolini) só saiu no BID (Boletim Informativo Diário da CBF) depois do jogo”. O dirigente reclama que, exatamente por não constarem no BID, jogadores recentemente contratados não foram utilizados. “Tivemos que colocar uns guris em campo e isso não é justo”, completou. Três nomes de atletas do Marau que não puderam atuar foram publicados na quinta-feira no BID, assim como nome do técnico Attolini que apareceu às 12h55min26. A outra alegação do Marau é relacionada à suposta ausência da súmula eletrônica.

Trapason

Sobre as denúncias do Marau, o presidente do Passo Fundo, Volnei Trapason, disse que “não é do nosso conhecimento”. Porém, completou dizendo que o nome de Attolini “foi publicado ainda durante o jogo”. Mas, sem mais informações, prefere aguardar um comunicado da Federação para tomar conhecimento sobre o conteúdo da denúncia.

Gostou? Compartilhe