Guto Ghion é reeleito presidente do Gaúcho

Mário Tito e Jerônimo Fragomeni permanecem como vice-presidentes

Por
· 1 min de leitura
Assembleia foi realizada na segunda-feira -- Foto – Alex Borgmann – SCGAssembleia foi realizada na segunda-feira -- Foto – Alex Borgmann – SCG
Assembleia foi realizada na segunda-feira -- Foto – Alex Borgmann – SCG
Você prefere ouvir essa matéria?


Em assembleia realizada na Arena Wolmar Salton BSBIOS, na noite de segunda-feira, 14, o Sport Clube Gaúcho reelegeu a atual diretoria. Assim, permanece como presidente Augusto Ricardo Ghion Jr, com os vices Paulo Francisco Faccio (Mário Tito) e Jeronimo Fragomeni. A diretoria terá pela frente mais dois anos, 2021/2022, no comando do clube. Na mesma oportunidade, o Gaúcho renovou a metade de seu conselho deliberativo. Também foram escolhidos Luciano Azevedo como presidente e Erasmo Batisttella como vice do conselho. Guto Ghion destacou seu agradecimento ao conselho e sócios “pela confiança nesse mais dois anos na direção do Sport Clube Gaúcho. Contamos com a força da nossa torcida e dos passo-fundenses. Não vai faltar empenho para recolocar o Gaúcho no lugar que merece no cenário do futebol do Rio Grande do Sul e do Brasil”.

Prestando contas

Não faltou, é claro, a prestação de contas da diretoria de Ghion no exercício 2020, que teve aprovação unânime. Além disso, também foram apresentadas as realizações deste ano. Com pandemia e sem futebol, foi realizada a ampliação e modernização da secretaria e construído um campo para treinamentos junto à Arena. Recentemente, foi criada uma academia completa para atletas dentro do ginásio com 16 aparelhos de musculação, além de barras, anilhas, novas esteira e bicicleta ergométrica. Foi criado um departamento de fisioterapia que conta com dez equipamentos para eletroterapia. Ainda teve a renovação do material para treinamento físico. De marco a dezembro, em função da pandemia, o Plano de Sócio Torcedor teve 50% de descontos.

Investimentos e melhorias

Em um olhar para a história do Gaúcho, foi criada a Sala de Troféus. Sem futebol, houve tempo para a recuperação do gramado principal e pintura da Arena. Outra iniciativa foi a instalação da nova rede de abastecimento de água e construção de um reservatório, além de projeto e execução de um sistema de captação de água das chuvas. Destaque para a instalação de um sistema de energia fotovoltaica, com produção superior ao atual consumo. Foram realizados investimentos e manutenção no Ginásio Teixeirinha. Houve a renovação do PPCI da Arena e do Ginásio até 2024. Além disso, o Gaúcho integrou ações solidárias com arrecadação de três toneladas de alimentos e 800 peças de roupas entregues à SEMCAS.

Gostou? Compartilhe