DE VOLTA PRA CASA: Grêmio anuncia o retorno de Douglas Costa

O atleta assina contrato até 30 de junho de 2022, por empréstimo

Por
· 1 min de leitura
Reprodução - GFBPAReprodução - GFBPA
Reprodução - GFBPA
Você prefere ouvir essa matéria?

Depois de 11 anos, o atacante Douglas Costa volta a vestir a camisa Tricolor. O acerto com o jogador que estava na Juventus, da Itália, foi confirmado na tarde desta sexta-feira. Douglas Costa assina contrato até 30 de junho de 2022, por empréstimo, com a possibilidade de extensão até 31 de dezembro de 2023, em caráter definitivo, caso a Juventus não exerça, até 31 de dezembro de 2021, a opção de estender o contrato do atleta até 30 de junho de 2023. Aos 30 anos, o atleta “forjado” na base do clube, começou sua carreira com 12 anos, nas escolinhas do Tricolor até avançar várias etapas no setor de formação, chegando a morar nos alojamentos localizados no Estádio Olímpico. Neste período, conquistou vários títulos, dentre eles a Taça Santiago e a Copa BH juvenil. Com 18 anos, em outubro de 2008, fez sua estreia na equipe profissional na vitória de 2 a 1 sobre o Botafogo, pelo Brasileirão, marcando um dos gols. Após 37 jogos vestindo o manto tricolor, Douglas Costa foi negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Seu último jogo oficial pelo Grêmio foi no dia 6 de dezembro de 2009, contra o Flamengo, no Maracanã.

Europa  

Na Europa, Douglas construiu uma carreira vitoriosa. Pelo Shakhtar, conquistou cinco títulos ucranianos, três copas e três supertaças, até assinar com o Bayern de Munique. Pela equipe alemã, venceu três vezes a Bundesliga, uma Copa da Alemanha, além do Mundial de Clubes. Em julho de 2017, o atacante foi anunciado pela Juventus, da Itália. Pela “Vecchia Signora”, Douglas ganhou o Campeonato Italiano em três temporadas, a Coppa da Italia e a Supercoppa.



Gratidão

O craque deixou claro sua gratidão e seu amor pelo clube que o formou: “o Grêmio me preparou para o futebol. Me preparou para ser o que eu sou hoje. Devo muito à base e sou grato a cada treinador, a cada funcionário que trabalhou comigo. Sou gremista de coração e é por isso que eu levo sempre comigo a bandeira do Grêmio onde quer que eu esteja”, declarou.  

Gostou? Compartilhe