Gaúcho subiu!

Agora, Periquito decide o título com o Santa Cruz. Primeiro jogo será quinta-feira, na Arena

Por
· 2 min de leitura
Apito final: Gaúcho subiu Foto – Diogo Zanatta-Especial-ONApito final: Gaúcho subiu Foto – Diogo Zanatta-Especial-ON
Apito final: Gaúcho subiu Foto – Diogo Zanatta-Especial-ON
Você prefere ouvir essa matéria?

A manhã de sábado, 26 de junho de 2021, entrou para a história do Sport Clube Gaúcho. Finalmente o Gaúcho está de volta à Divisão de Acesso, hoje a Série A2 do Gauchão. Jogando na Arena Wolmar Salton BSBIOS, venceu o Rio Grande por 2 a 0. Na quarta-feira, fora de casa, havia vencido por 3 a 1. Assim, finalizou a semifinal da Segunda Divisão do Campeonato Gaúcho com placar agregado de 5 a 1. Fim de jogo e muita comemoração no gramado. A festa começou com os jogadores erguendo o técnico Vanderson Pereira, que pela terceira vez na carreira sobe um time para o Acesso.

Campo molhado

Em clima de Segundona, o jogo iniciou com o gramado encharcado. O Rio Grande necessitava reverter a desvantagem, mas o domínio foi mesmo do Gaúcho. Aos 8 minutos William chutou para fora. Somente aos 11 os visitantes chutaram ao gol, em falta defendida por Douglas. Depois, praticamente só deu Gaúcho. Luan e Welder tiveram chances. Aos 23, prevaleceu a qualidade no toque de bola do time da casa. Marcel fez bela jogada, inverteu para Renatinho na direita que colocou na área para Welder. E centroavante não perdoa: Gaúcho 1 a 0. Em busca do prejuízo, a equipe riograndina afrouxou na marcação. Jogo aberto e muitas faltas até o intervalo.

Fôlego e qualidade

O Gaúcho voltou com fôlego superior para a segunda etapa. Nos primeiros instantes, Welder cabeceou no travessão e Igor chutou para espetacular defesa do goleiro Rafael. Aos 9, jogada rápida, Willian pela esquerda inverteu para Renatinho que ampliou: 2 x 0. E, logo depois, Renatinho teve excelente oportunidade e novamente o goleiro Rafael brilhou. Após os 20 minutos, o Rio Grande teve uma rápida sequência de visitas à área do Gaúcho. Mas prevaleceu a qualidade e a boa armação da equipe do técnico Vanderson Pereira, um especialista em subir para o Acesso. Houve chances para ampliar, mas o goleiro do Rio Grande foi o destaque individual do espetáculo.

Time

O Periquito teve Douglas Palagi; Gustavo, Igor, Léo Carioca e Paulo Fales (Velasque); Baggio (Maurício), Marcel (Alisson) e William (Kauan); Renatinho, Welder e Luan (Almeida).

“É uma conquista coletiva”

Em 103 anos, a história do Gaúcho tem os altos e baixos do próprio futebol. Nos últimos anos por várias vezes esteve com um pé no estribo da Divisão de Acesso. Mas alguns obstáculos barraram a subida. Agora, após uma necessária reformulação estrutural, surgiu um novo projeto que resultou na conquista da tão sonhada vaga. Jogadores devidamente inscritos, um técnico especialista em subir e uma diretoria bem estruturada sob o comando do presidente Augusto Ricardo Ghion Júnior, foram fundamentais para essa conquista. “Estamos muito felizes por conquistar essa vaga, tão merecida pela torcida alviverde e pela cidade de Passo Fundo”. Também agradeceu à diretoria. “Nossos vices Mário Tito e Jerônimo Fragomeni, o diretor de futebol Flavinho Benvegnu, Luciano Azevedo e Erasmo Battistella, do conselho, o gerente Glênio Cordeiro, funcionários, patrocinadores e apoiadores. É uma conquista de todos”, disse Guto Ghion.

Decisão começa na quinta-feira

 Gaúcho e Santa Cruz decidem o título. Na outra semifinal, no primeiro jogo o Santa Cruz venceu fora de casa o São Borja por 1 x 0. Sábado, empatou em 1 a 1 no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul. A primeira partida da decisão do Gauchão Série B - Segunda Divisão mudou de data. Gaúcho e Santa Cruz irão se enfrentar na quinta-feira (01), às 15h, na Arena BSBIOS, em Passo Fundo. O jogo da volta está mantido para o domingo (04), às 11h, no Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul.

Gostou? Compartilhe