Clássico Gre-Nal termina em empate sem gols na Arena

Goleiro gremista, Gabriel Chapecó, foi o destaque do clássico

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Com as duas equipes precisando da vitória, Grêmio e Inter se enfrentaram na tarde deste sábado, na Arena, em jogo válido pela 11ª rodada da competição. Na partida, que marcou o retorno do técnico Luiz Felipe Scolari ao comando gremista, o clássico Gre-Nal terminou empatado em 0 a 0. Resultado que mantém o Grêmio na lanterna da competição, com três pontos, e o Inter ameaçado pela zona de rebaixamento.

O Inter criou as melhores oportunidades do jogo. Logo aos 3 minutos de partida, teve a primeira chegada com perigo. Em uma jogda com Yuri Alberto, que recebeu pela meia esquerda, avançou e chutou cruzado, obrigando Chapecó a cair para fazer boa defesa. 

Já o Grêmio teve um escanteio a seu favor 2 minutos depois. Douglas cobrou curto para Alisson, que colocou na área, mas a defesa cortou. Na sobra, Patrick cometeu falta sobre Rafinha na intermediária.  


Passados 21’, o Grêmio chegou bem com um cruzamento de Cortez, da esquerda. O goleiro colorado saiu, afastando de soco e, dentro da área, e Diego Souza, caiu, dividindo com marcador. No contra-ataque, Taison lançou Edenilson, que cruzou para Yuri, mas a bola saiu. 

Outra investida gremista no ataque saiu logo em seguida, dos pés de Fernando Henrique, que recebeu e resolveu arriscar, mas a bola foi para fora. 

Na metade da etapa inicial, o Inter teve uma falta a seu favor, da intermediária de ataque. A bola foi colocada na área, Kannemann dividiu com Dourado, mas a arbitragem assinalou falta em cima de Diego Souza, fora do lance.  

O Inter chegou novamente com Yuri Alberto, na área, pelo meio. O atacante finalizou a gol, desviou em Geromel e saiu pela linha de fundo. No escanteio, após a cobrança de Edenílson, o camisa 11 mandou por cima da meta. 

Aos 35 minutos, o Inter chegou muito bem com uma finalização de Taison, Chapecó, que com o pé, operou uma grande defesa, impedindo o que seria o gol adversário. 

Três minutos depois, os gremistas tiveram uma chance em cobrança de falta, da direita. Douglas Costa mandou direto e Saravia cortou pela linha de fundo. Alisson cobrou o escanteio, Kannemann subiu para desviar de cabeça, mas a bola passou por sobre o gol. 

Na reta final, Ferreira fez uma jogada individual pela esquerda, passou por dois marcadores e chutou. A bola desviou na zaga e amorteceu, para a defesa de Daniel.  

O Grêmio voltou a campo com uma mudança: Ferreira sentiu e foi substituído por Léo Pereira. 

Os instantes iniciais foram movimentados. Os colorados logo ameaçara com um lance de Caio com Yuri Alberto, mas Cortez cortou. Na sequência, Boschilia, que havia entrado no lugar de Taison, finalizou e a bola desviou na defesa, saindo pela linha de fundo. Na terceira tentativa do meia, Chapecó defendeu. 

Aos 8 minutos, o Grêmio se lançou em contra-ataque. Douglas Costa tentou fazer o passe, mas a defesa cortou com Cuesta. Dois minutos depois, Diego Souza recebeu, cortou a marcação e tentou por cobertura, mandando por sobre o gol. 

Com 13’ jogados, o Inter chegou com Moisés, que cobrou um escanteio na cabeça de Dourado. O meia desviou, mas Rafinha conseguiu o corte. Na sequência, foi a vez de Yuri Alberto chutar a gol, obrigando outra boa defesa de Chapecó. 

Com 36’ jogados, após um bate-rebate na área, a bola sobrou para Fernando Henrique, que finalizou. A bola passou raspando a trave direita e saiu pela linha de fundo. Em nova chance, em cobrança de falta, Léo Pereira pegou o rebote do corte da zaga e finalizou - após o desvio, a bola chegou a Bobsin, mas o volante estava impedido. 

Na reta final, outra grande defesa de Gabriel Chapecó. Yuri Alberto recebeu na área e soltou o pé. O goleiro gremista brilhou. Aos 45’, de novo, fez uma espetacular defesa no chute de Patrick. 


Gostou? Compartilhe