Olímpiada: confira resultados do Brasil no primeiro dia completo de competições

Esportes como vôlei, esgrima e judô estrearam em Tóquio

Por
· 6 min de leitura
O Brasil teve três vitórias no vôlei, sendo duas no vôlei de praia (Foto: Wander Roberto/COB)O Brasil teve três vitórias no vôlei, sendo duas no vôlei de praia (Foto: Wander Roberto/COB)
O Brasil teve três vitórias no vôlei, sendo duas no vôlei de praia (Foto: Wander Roberto/COB)
Você prefere ouvir essa matéria?

A Olímpiada de Tóquio teve início oficial nesta sexta-feira (23) com a abertura da 32ª edição dos Jogos Olímpicos. O Brasil já realizou sua estreia em diversos esportes. O país foi eliminado na esgrima e teve derrotas no judô e handebol. Já as estreias do vôlei e tênis foram vitoriosas.

A primeira medalha de ouro da Olimpíada de Tóquio (Japão) saiu nesta sexta-feira (23) no Campo de Tiro Asaka, e ela foi para a China, graças à vitória de Qian Yang na prova de carabina à 10 metros (m) do tiro esportivo. Com 251,8 pontos, a chinesa bateu o recorde olímpico da prova. O pódio foi completado por Anastasiia Galashina, do Comitê Olímpico Russo e que alcançou 251,1 pontos, e por Nina Christen, da Suíça com 230, 6 pontos.


Esgrima

O sonho de Nathalie Moellhausen de conquistar uma medalha para o Brasil na Olimpíada de Tóquio (Japão) na esgrima chegou ao final na noite desta sexta-feira (23) no Centro de Convenções Makuhari Messe. A ítalo-brasileira foi superada pela italiana Rossella Fiamingo na disputa das eliminatórias da espada por 10 a 9 na prorrogação.

Apesar de Nathalie ser considerada uma real candidata à medalha, após a conquista da edição de 2019 do Mundial da modalidade, a adversária na estreia representava um grande desafio, a vice-campeã olímpica dos Jogos de 2016 (Rio de Janeiro).

A disputa foi decidida prorrogação, na qual a vitória fica com quem alcançar o primeiro toque no período de 1 minuto. Faltando 28 segundos para o fim, a italiana conseguiu o toque que lhe garantiu a vaga nas oitavas de final e encerrou a participação de Nathalie nos Jogos de Tóquio.

Vôlei

A seleção brasileira masculina de vôlei derrotou a Tunísia por 3 sets a 0 (25/22, 25/20 e 25/15) na estreia na Olimpíada de Tóquio (Japão), na noite desta sexta-feira (23) na Arena de Ariake.

Nas duas primeiras parciais, o Brasil chegou a ficar atrás do placar durante boa parte do jogo. No set inicial, esteve em desvantagem de quatro pontos, mas virou e fechou em 25 a 22. No segundo set, também conseguiu se recuperar e finalizou de forma um pouco mais tranquila por 25 a 20. No terceiro set, já mais ambientada, a equipe passou por cima dos africanos e fez 25 a 15.

O próximo jogo da seleção brasileira será contra a Argentina, na segunda-feira (26) a partir das 9h45 (horário de Brasília). Na sequência, o Brasil mede forças com Rússia, Estados Unidos e França. As quartas de final acontecem entre nos dias 2 e 3 de agosto, as semifinais estão marcadas para o dia 5 e as disputas das medalhas acontecerão no dia 7 do mês que vem.

O torneio de vôlei masculino tem 12 seleções. Os times estão divididos em dois grupos de seis integrantes cada. Os quatro primeiros de cada grupo avançam para a fase eliminatória.

Judô

Na categoria até 48 kg feminina, a brasileira Gabriela Chibana foi eliminada na segunda luta por Distria Krasniq, do Kosovo. A rival da atleta paulista é líder do ranking mundial da categoria e dominou completamente o duelo. Ela venceu por ippon, aplicado quase no final do combate. Anteriormente, na primeira rodada, a brasileira eliminou, em apenas 14 segundos com um ippon, Harriet Bonface, do Malawi.

O brasileiro Eric Takabatake, na categoria até 60 kg, perdeu para o sul-coreano Kim Won-jin no golden score, na madrugada deste sábado (24), no Budokan, pela segunda rodada do judô da Olimpíada de Tóquio (Japão). Na luta inicial, o atleta do Esporte Clube Pinheiros passou com dificuldades por Soukphaxay Sithisane, do Laos, graças a dois waza-aris.


Volêi de Praia

As brasileiras Agatha e Duda derrotaram as argentinas Ana Gallay e Fernanda Pereyra por 2 sets a 0 (parciais de 21/19 e 21/11), na noite desta sexta-feira (23) no Parque Shiokaze, no jogo que marcou a estreia do torneio feminino de vôlei de praia na Olimpíada de Tóquio (Japão).

A próxima partida das brasileiras acontecerá na próxima terça-feira (27), a partir das 10h (horário de Brasília), contra as chinesas Wang Xinxin e X. Y. Xia.

Os brasileiros Alison e Álvaro Filho começaram com vitória o torneio de vôlei de praia. Eles derrotaram os argentinos Julián Azaad e Nicolas Capogrosso por 2 sets a 0 (parciais de 21/16 e 21/17), na noite desta sexta-feira (23) no Parque Shiokaze.

A dupla verde e amarela volta a entrar em quadra na próxima terça-feira (27), a partir das 0h (horário de Brasília), contra os norte-americanos Nick Lucena e Phil Dalhausser.


Handebol

A seleção masculina de handebol começou a participação na Olimpíada de Tóquio (Japão) com uma derrota de 27 a 24 para a Noruega, na noite desta sexta-feira (23) em partida válida pelo Grupo A da competição disputada no Ginásio Nacional Yoyogi.

Diante da equipe vice-campeã mundial de 2019, o Brasil fez um bom primeiro tempo, chegando ao intervalo com uma vantagem de 13 a 12. Porém, na etapa final, a Noruega tomou conta das ações e conseguiu fechar o marcador em 27 a 24.

Agora, a seleção brasileira volta a entrar em quadra no próximo domingo (25), a partir das 21h (horário de Brasília). E o adversário será outra pedreira, a França, que esteve presente nas três últimas decisões de Jogos Olímpicos, além de ter seis títulos mundiais.

Tênis

A dupla formada por Luisa Stefani e Laura Pigossi estreou com vitória na Olimpíada de Tóquio (Japão), na madrugada deste sábado (24) no Estádio de Tênis de Ariake. As brasileiras superaram as canadenses Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman por 2 sets a 0 (parciais de 7/6 e 6/4).

A vitória das brasileiras teve um sabor especial, pois foi sobre as cabeças de chave número sete da competição.

Agora, Luisa Stefani e Laura Pigossi aguardam o confronto entre Karolina Pliskova e Marketa Vondrousova, do Cazaquistão, e Ying-Ying Duan e Saisai Zheng, da China, para saber qual será o seu próximo desafio.

Ginástica

A seleção brasileira de ginástica artística confirmou quatro vagas nas finais masculinas da Olimpíada de Tóquio, no Centro de Ginástica de Ariake. Na madrugada deste sábado (24), Arthur Zanetti fechou a classificatória das argolas na quinta posição. Caio Souza avançou a duas decisões, no salto e no individual geral, e Diogo Soares também vai brigar por medalha do individual geral. Na disputa por equipes, o Brasil ficou na nona posição, e perdeu a chance de ir às finais por apenas 0,229 pontos. A última classificada foi a seleção da Ucrânia.

Em busca da inédita terceira medalha olímpica nas argolas, Zanetti finalizou a apresentação com a nota de 14,900 pontos. Ficaram na frente do brasileiro, o grego Eleftherios Petrounias (15,333), o chinês Liu Yang (15,300), o francês Samir Ait Said (15,066) e o turco Ibrahim Colak (14,933).

Caio Souza se garantiu na final do individual geral com a nota de 84,298 pontos, sendo o 18º colocado. Mas passou como a 14ª marca pelo limite de apenas dois atletas de cada país estarem na final. Mais jovem do time nacional na modalidade, com 19 anos, Diogo Soares conseguiu a 24ª e última vaga na final do individual geral, com 81,332 pontos.

No salto, o brasileiro Caio Souza foi o sétimo colocado tendo a média de 14,700 pontos nos dois saltos.

A decisão do individual geral dos Jogos está prevista para quarta-feira (28), às 7h15 (horário de Brasília). A final das argolas e do salto vão ocorrer no dia 2 de agosto, a partir das 5h (horário de Brasília).

Campeão mundial da barra fixa, Arthur Nory, esperança de medalha para o Brasil, não conseguiu avançar à final do aparelho. O atleta obteve a nota de 14,133 pontos e ficou na 12ª posição, sendo eliminado do torneio.

Natação

O brasileiro Felipe Lima conseguiu o melhor resultado da natação verde e amarela no primeiro dia de disputa da Olimpíada no Centro Aquático de Tóquio. O nadador de 36 anos cravou o tempo de 59s17, ficou em quarto na bateria e em oitavo no geral na prova dos 100 metros peito. Dessa forma, ele avançou à semifinal, que será disputada na noite deste sábado no Japão. Seguem para a final da prova apenas os oito melhores. O britânico Adam Peaty, grande favorito ao ouro, foi o mais veloz com 57s56. 

Os outros brasileiros que caíram na água neste sábado não conseguiram se classificar. Caio Pumputis, nos 100m peito, ficou em sexto lugar em sua bateria, com 1min00s75. Guilherme Costa, recordista sul-americano dos 400 m (com 3min45s85), ficou em quinto lugar na quarta bateria das eliminatórias, com 3min45s99, e com o 11º tempo geral não seguiu adiante.

No revezamento 4x100m livre feminino, o time verde amarelo teve Larissa, Oliveira, Ana Carolina Vieira, Etiene Medeiros e Stephanie Balduccini. As nadadores fizeram o 12º melhor tempo das eliminatórias (3min39s19) e foram eliminadas.


Notícia atualizada às 13h06

Gostou? Compartilhe