Hebert Conceição conquista o ouro após nocautear ucraniano na final

Esta é a primeira medalha de ouro do boxe brasileiro na competição

Por
· 1 min de leitura
Esta é a melhor campanha do boxe brasileiros nas Olímpiadas (Foto: Wander Roberto/COB)Esta é a melhor campanha do boxe brasileiros nas Olímpiadas (Foto: Wander Roberto/COB)
Esta é a melhor campanha do boxe brasileiros nas Olímpiadas (Foto: Wander Roberto/COB)
Você prefere ouvir essa matéria?

O boxeador Hebert Conceição (75kg) nocauteou Oleksandr Khyzhniak, da Ucrânia, e se tornou campeão olímpico da categoria dos médios, em Tóquio.

Oleksandr foi campeão mundial em 2017 e a final prometia ser disputada. A luta foi duríssima, com o ucraniano pressionando o brasileiro desde o início do combate. Ele conseguiu, nos dois primeiros rounds, vencer por pontos.

No terceiro round, Hebert encaixou de forma precisa um cruzado de esquerda que inviabilizou que o atleta da Ucrânia pudesse continuar no combate, nocauteando Oleksandr. “Difícil falar a sensação, é incrível, uma emoção muito grande, senti e energia de todo mundo que estava torcendo. Eu pensei durante os rounds que tinha muita gente mandando energia por esse nocaute. Eu acreditei que eu podia e que bom que aconteceu, eu fui premiado e a gente merece”, afirmou o boxeador.

Esta é a oitava medalha do boxe na história olímpica e a terceira nos Jogos de Tóquio. O país tem mais uma chance de consquistar o ouro com Bia Ferreira (até 60kg) amanhã (8) às 2h (horário de Brasília). Abner Teixeira já conquistou o bronze na categoria até 91kg. Esta é a melhora campanha do boxe brasileiro em Olímpiada.

Com informações da Confederação Brasileira de Boxe e Comitê Olímpico Brasileiro (COB)

Gostou? Compartilhe