Projeto Saúde e Prevenção na Escola aborda DSTs e Aids

Adolescentes de Canoas participaram com apresentação musical e relato de experiências

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O Saúde e Prevenção na Escola (SPE) realiza, nesta sexta-feira (07), o terceiro módulo projeto com o tema DST/Aids - toxicomania e Redução de Danos, no auditório da Federação das Associações dos Munisípios (Famurs), na Capital. A ação é um projeto dos Ministérios da Saúde e Educação, promovido no RS pelo Governo do Estado, e trabalha temas transversais com o público adolescente de escolas municipais e estaduais. 

O encontro irá formar profissionais das Secretarias da Saúde (SES) e da Educação para o projeto do SPE nos municípios da Macrorregião Metropolitana e Centro-oeste. Além dos técnicos, participaram ONGs e um grupo de jovens de Canoas, que realizam ação efetiva de Protagonismo Juvenil, com apresentação musical e relato de experiências. 

O plano de implantação da Caderneta do Adolescente, que acompanha o crescimento e desenvolvimento dos jovens pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS), é feito no Estado em parceria com o SPE, e foi um temas abordados no encontro. Além disso, foram apresentadas a Programação Anual de Metas para as Ações de DST/Aids/SES, Monitoramento e Avaliação do setor, e Sistema de Informação da doença.

Duas oficinas foram realizadas com o objetivo de trabalhar preconceitos e mitos sobre a enfermidade, e questões relativas a usuários de drogas e Redução de Danos. Os módulos anteriores discutiram "Alteridade - trabalhando questões de gênero, etnia e deficiência"; e o segundo "Adolescência e Sexualidade". 

A coordenadora do Grupo Gestor pela Saúde, Silvana Garcia da Rosa, explica que o período da adolescência é um importante momento de intervir nestas questões de prevenção a doenças e ao consumo de drogas. "É preciso que este trabalho seja feito de forma integrada com a educação, para desenvolver ações tanto nas UBSs como nas escolas, com o envolvimento dos estudantes. Outros temas trabalhados pela iniciativa são prevenção à gravidez na adolescência e às drogas, violência e saúde sexual e reprodutiva e orientação nutricional."

Governo do Estado

Gostou? Compartilhe