Consulta Popular: escolha dos projetos acontece de 26 a 28 de junho

Os eleitores podem escolher um dos projetos que considerar importante para o seu município e região

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A consulta popular completa 20 anos em 2018. Organizada pela Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão  (SPGG) e pelos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), ela será realizada nos dias 26, 27 e 28 de junho de 2018 no Rio Grande do Sul.

 

A votação será apenas em meio digital, de forma on-line, pelo site da Consulta Popular, e de forma off-line, com a utilização de aplicativo desenvolvido pela Procergs e disponibilizado para uso dos Coredes e Comudes para a captação de votos. Para a votação, é necessário informar o número do título de eleitor.

 

De acordo com a presidente do Corede Produção, Munira Awad, a participação de toda a comunidade é de suma importância, visto que os recursos são disponibilizados para a região, proporcionando o desenvolvimento econômico, social e sustentável.

 

Conheça os principais projetos elencados no Corede Produção:

1 - SEAPI - Manejo e conservação de solo

2 - SSP - Videomonitoramento e cercamento eletrônico

3 - SOP - Apoio à recuperação de estradas vicinais

4 - SEMA - Implementação de planos, programas e projetos ambientais

5 - SDR - Apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar

6 - SEDUC - Implementação de espaços pedagógicos que favorecem a aprendizagem

 

Conheça o processo de consulta popular

Desde 1998, o Rio Grande do Sul instituiu, por meio da lei nº 11.179, que a população define diretamente parte dos investimentos e serviços que constarão no orçamento do estado. Esse processo foi denominado de Consulta Popular.

 

Anualmente, o Governo do estado fixa o valor submetido à deliberação da população. Esse valor é distribuído entre as 28 regiões do estado, de acordo critérios como a população de cada região e o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese). Para a Consulta Popular 2018/2019, o valor disponibilizado é de R$ 80 milhões. Para o Corede Produção, o valor é de R$ 2.175,000,00.

 

Definido o valor disponibilizado para cada região, o governo e os Conselhos Regionais de Desenvolvimento organizam o processo de discussão em Assembleias Públicas RegionaisAssembleias Públicas Municipais e Assembleias Regionais Ampliadas. Nos encontros, é construída uma cédula de votação regional, que é submetida aos eleitores gaúchos na votação da Consulta Popular.

 

A cédula de votação é específica para cada Corede, contendo os projetos definidos pelos cidadãos da respectiva região.  Realizada a votação e apurados os votos, os resultados são remetidos para a Secretaria Estadual do Planejamento e Desenvolvimento Regional, responsável pela elaboração do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA).

 

A LOA compreende as receitas e as despesas da administração direta e indireta do estado do Rio Grande do Sul, seus fundos, órgãos – inclusive suas fundações e autarquias – e contém um anexo com os projetos definidos por meio da Consulta Popular. O orçamento deve ser compatível com o Plano Plurianual (PPA) e tem de estar em conformidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), sendo votado pela Assembleia Legislativa.

Gostou? Compartilhe