Governador sanciona segunda lei que autoriza adesão do RS à recuperação fiscal

Antes da assinatura, Sartori concederá entrevista coletiva no Salão Azul do Piratini, às 10h45

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Lei Complementar que autoriza o Estado do Rio Grande do Sul a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF) proposto pela União será sancionada pelo governador José Ivo Sartori na manhã desegunda-feira (26). Antes do ato de assinatura, o governador concederá entrevista coletiva, no Salão Azul do Palácio Piratini, com início às 10h45. Com redação final aprovada pela Assembleia Legislativa no dia 13 de março, o RRF foi criado para fornecer aos estados com grave desequilíbrio financeiro instrumentos para o ajuste das contas. O Regime possibilita uma carência de 36 meses (prorrogáveis por mais 36) no pagamento da dívida com a União, aliviando o caixa do Estado em R$ 11,3 bilhões até 2020. Além disso, a adesão abre espaço para o Rio Grande do Sul contratar novos financiamentos para investimentos.

 

A formalização do acordo ainda depende de definições junto ao governo federal, entre elas a de contrapartidas por parte do Estado.

 

SERVIÇO

O quê: Sanção da Lei Complementar autorizando Estado do Rio Grande do Sul a aderir ao Regime de Recuperação Fiscal (RRF)

Quando: Segunda-feira (26), com entrevista coletiva do governador às 10h45

Onde: Salão Azul do Palácio Piratini

 

Gostou? Compartilhe