Governo contrata 949 servidores para a Segurança Pública

Os servidores vão trabalhar em atividades administrativas e internas, videomonitoramento, entre outras atividades

Escrito por
,
em
Os novos contratados vão atuar, entre outras atividades, no sistema de videomonitoramento

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O governo do Estado reforçou a Segurança Pública gaúcha com 949 novos servidores. A contratação dos profissionais aposentados, reservistas e temporários, que vão atuar na Brigada Militar (BM), no Corpo de Bombeiros Militar (CBM), na Polícia Civil (PC), na Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e no Instituto-Geral de Perícias (IGP), está publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (5).

Os servidores vão trabalhar em atividades administrativas e internas, videomonitoramento, controle de tornozeleira eletrônica, patrulha escolar, policiamento comunitário, ambiental e fazendário, guarda externa de presídios, guarda de prédios públicos, ensino e treinamento, apoio às funções de bombeiro.

“Essas ações buscam ampliar e melhorar ainda mais a prestação de serviços na área da Segurança Pública. Segurança é e continuará sendo uma prioridade para o governo do Estado. O caminho da Segurança precisa ser traçado com parceria, atuando na prevenção, com ação social e educação, e no combate ao crime, com inteligência e estrutura de pessoal e equipamento. Avançamos muito, passo a passo, sempre com responsabilidade. Mas ainda há muito por fazer”, afirmou o governador José Ivo Sartori.

A contratação dos servidores foi possível graças ao conjunto de medidas legislativas proposto pelo governo estadual e à aprovado pela Assembleia Legislativa, por meio do Programa de Aposentados da Polícia Civil, Susepe e IGP, do Programa Soldado Temporário e do Programa Mais Efetivo - os dois últimos voltados para a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros Militar.

“São profissionais experientes e egressos das Forças Armadas, plenamente capazes de executar as tarefas para as quais serão designados. A contratação permitirá liberar os servidores para a atividade-fim, reforçando nossos quadros na ponta, onde é mais necessário”, observou o secretário Cezar Schirmer.

Confira os servidores

- 31 servidores para a Polícia Civil;

- 11 para o IGP;

- 4 para a Susepe;

- 267 militares reservista para a Brigada Militar;

- 46 militares reservistas para o Corpo de Bombeiros Militar;

- 502 soldados temporários para a Brigada Militar, egressos das Forças Armadas;

- 88 soldados para o Corpo de Bombeiros Militar, egressos das Forças Armadas.

Gostou? Compartilhe