Municípios do RS terão R$ 250 milhões para investir em infraestrutura

Valor anunciado é parte dos R$ 750 milhões de crédito para municípios dos estados da Região Sul

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

As prefeituras dos três estados da Região Sul poderão contratar novas linhas de crédito do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que totalizam R$ 750 milhões. Para o Rio Grande do Sul, foram disponibilizados R$ 250 milhões. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (4) em ato com a presença do governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini.

 

Os financiamentos, através do Programa BRDE Municípios, serão destinados a projetos ambientais e sustentáveis; para obras de infraestrutura, mobilidade urbana e saneamento; aquisição de máquinas e equipamentos rodoviários; segurança pública, turismo, entre outros.

 

"O BRDE é parceiro dos municípios, assim como são o Banrisul e o Badesul. Mesmo com todas as dificuldades que existem no Rio Grande do Sul, é a maneira de contribuir para a promoção do bem-estar social e a melhora na qualidade de vida nas cidades. São recursos que fazem a diferença para os municípios, sejam eles grandes ou pequenos. Se o município vai bem, ele ajuda o estado. Se a região vai bem, os municípios vão bem", destacou o governador.

 

Sartori lembrou que o Rio Grande do Sul foi o primeiro estado a perceber a crise nacional e, consequentemente, a tomar as medidas necessárias. Também ressaltou que está empenhado em construir um estado moderno, eficiente, cooperativo e com gestão para chegar ao equilíbrio financeiro. "Um estado parceiro do setor produtivo e indutor do desenvolvimento. Um estado que acredita na mudança. A nossa equipe de governo nunca foi de fazer falsas promessas. Preferimos trabalhar em silêncio, com a comunidade, com os mais diferentes setores e as mais diversas organizações da sociedade. Para fazer o que a sociedade espera do poder público: atitude, solução e desembaraço", completou.

 

Conforme o diretor de Planejamento e Financeiro do BRDE, Luiz Corrêa Noronha, em 2015 o programa contava com investimentos de R$ 180 milhões, sendo R$ 60 milhões no RS. Recentemente, com inclusão de novas regras financeiras, o BRDE Municípios foi reestruturado e ampliou o volume de recursos disponíveis.

 

"Buscamos novas fontes de crédito e estamos disponibilizando essas linhas aos prefeitos na forma de um programa integrado. É como se fosse um cardápio, cada linha tem a sua característica, tem uma origem, tem um custo e um prazo. Os R$ 750 milhões estão garantidos, mas nós vamos buscar mais. O principal é que estamos com negociações nacionais e internacionais para tornar esse programa permanente, que é como a gente acredita que deva ser o fomento municipal", salientou Noronha.

 

Programa BRDE Municípios

Busca promover o desenvolvimento institucional e a infraestrutura econômica, social e turística, urbana e rural. Facilita o atendimento de demandas locais por serviços básicos e bens públicos, contribuindo para a elevação da qualidade de vida e para a introdução de melhores práticas de gestão e sustentabilidade. Os recursos permitem financiamentos por intermédio de subprogramas e itens como:

 

Cidades sustentáveis: Projetos municipais ambientais e sustentáveis, que se enquadrem no Programa BRDE PCS - Produção e Consumo Sustentáveis, tais como energias limpas e renováveis, eficiência energética, iluminação pública (através de lâmpadas de led), ciclovias, reciclagem e tratamento de resíduos urbanos, entre outros.

Infraestrutura municipal: Obras de infraestrutura, mobilidade urbana e saneamento, entre outros segmentos.

Máquinas e equipamentos rodoviários: Máquinas novas nacionais, usinas asfálticas, retroescavadeiras, rolos compressores, entre outros equipamentos.

Segurança pública: Projetos que promovam a segurança pública, tais como aquisição de equipamentos nacionais e importados, serviços técnicos especializados, ações de treinamento, entre outros.

Mais turismo: Projetos voltados para a melhoria da infraestrutura e dos serviços de atendimento aos turistas.

Desenvolvimento regional: Investimentos municipais previstos em Planos Regionais de Desenvolvimento

 

Aquecer a economia

De acordo com o balanço de 2017, o BRDE viabilizou investimentos de R$ 4,071 bilhões em grandes e pequenos negócios de todos os setores econômicos na Região Sul, criando ou mantendo 33.065 empregos diretos e indiretos, 17.925 deles no Rio Grande do Sul, que respondeu por R$ 903 milhões das contratações do banco no ano.

 

O BRDE está presente em 1.073 municípios da Região Sul (90% do total dos municípios), mantendo 35.366 clientes ativos. As operações do banco também geraram ICMS incremental de R$ 359 milhões aos estados-controladores: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

Também participaram o vice-governador José Paulo Cairoli; secretários estaduais; prefeitos; deputados estaduais e representantes do banco.

Gostou? Compartilhe