RS é o terceiro Estado que mais criou vagas de trabalho formal em março

O estado ficou atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Rio Grande do Sul é o terceiro estado da Federação que mais criou vagas de trabalho formal em março: 12.667. É o melhor resultado registrado para o período desde 2014, conforme os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última sexta-feira (20), pelo Ministério do Trabalho. 

 

O estado ficou atrás apenas de São Paulo (30.459) e Minas Gerais (14.149). O índice mensal representa um acréscimo de 0,5% em relação a fevereiro de 2018. No acumulado do ano, o Rio Grande do Sul soma 43,7 mil vagas criadas no mercado de trabalho. 

 

A Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) é a instituição executora das políticas públicas de trabalho, emprego e desenvolvimento social do RS. Vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH), atua com ênfase nas áreas de geração de emprego e renda. A intermediação de mão de obra é o principal serviço oferecido pela instituição, via  Agências FGTAS/Sine. 

 

O presidente da fundação, Rogério Grade, atribui os resultados obtidos pelo RS ao trabalho que a FGTAS desenvolve, para aproximar a população desempregada da instituição. “Estamos mostrando ao cidadão que a instituição quer ajudar no momento que ele mais precisa. Precisamos fazer com que o desempregado não se sinta constrangido quando vai à agência FGTAS/Sine. Para isto estamos facilitando o acesso em nossas agências e presentes com nossa unidade móvel em todo o estado”, afirmou.  Rogério Grade disse ainda que a Fundação desempenha importante papel ao promover a empregabilidade no estado, de modo a favorecer o avanço da economia e a promoção da qualidade de vida dos gaúchos.

 

A Fundação conta com uma rede de atendimento de 140 unidades distribuídas em 137 municípios gaúchos. Em 2017, foram contabilizados 1.443.638 atendimentos gratuitos prestados ao trabalhador. As Agências FGTAS/Sine operacionalizam o Sistema Nacional de Emprego (Sine), programa do Ministério do Trabalho que oferece os serviços de intermediação de mão de obra, encaminhamento de seguro-desemprego e de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Nos municípios em que não há unidades da FGTAS, a instituição dispõe o Sine Móvel que leva os serviços de encaminhamento para vagas de emprego e de Carteira de Trabalho à população em ações de promoção da cidadania.

Gostou? Compartilhe