Governo mantém Passo Fundo em bandeira vermelha

A bandeira é válida até o dia 10 de agosto

Por
· 1 min de leitura
Seis regiões do estado permaneceram com a bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)Seis regiões do estado permaneceram com a bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)
Seis regiões do estado permaneceram com a bandeira vermelha (Imagem: Divulgação)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A região de Passo Fundo permanece classificada com a bandeira vermelha, pela quarta semana consecutiva, no plano de distanciamento controlado adotado pelo Governo do Rio Grande do Sul. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Eduardo Leite, durante transmissão ao vivo na tarde desta segunda-feira. Os protocolos da bandeira vermelha devem ser respeitados até, pelo menos, o dia 10 de agosto, período em que ficam mantidas as medidas de restrição nas atividades econômicas da região.

O anúncio foi realizado em transmissão ao vivo hoje (03)

Estado

A 13ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado traz, no mapa definitivo, seis regiões em bandeira vermelha. As bandeiras ficam vigentes a partir da 0h desta terça (4/8) até as 23h59 da próxima segunda-feira (10/8).

Divulgado na sexta-feira (31/7), o mapa preliminar da 13ª rodada classificou 12 regiões como de alto risco epidemiológico. Depois de análise dos 34 pedidos de reconsideração enviados por municípios e associações, o Gabinete de Crise acatou o recurso de seis regiões, resultando em seis regiões com bandeira laranja (risco médio).

“Entramos agosto com expectativa de estabilização e de indicadores mais tranquilos. O Rio Grande do Sul parou menos, por menos tempo, teve menores perdas econômicas do que a maior parte dos outros Estados, e também perdeu menos vidas, se comparado aos outros Estados. Estamos discutindo, caso essa estabilização se confirme, alterações em protocolos de bandeira vermelha para permitir o funcionamento de atividades comerciais que, hoje, estão restritas”, explicou o governador.

O governo do Estado aceitou a reconsideração de Bagé, cujo pedido foi encaminhado pelo município para toda a região, e das associações regionais de Santo Ângelo, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Pelotas e Caxias do Sul.

O Gabinete de Crise indeferiu os recursos apresentados pelas regiões de Passo Fundo, Novo Hamburgo e Lajeado, que permanecem em bandeira vermelha, por terem apresentado alto nível de ocupação dos leitos e de propagação do vírus.

Os três se somam a Taquara, Canoas e Porto Alegre, que já estavam em vermelho, e seus representantes não apresentaram pedido de reconsideração.

Leite também lembrou que o governo do Estado e a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) estão em processo de discussão de um processo de cogestão do modelo de Distanciamento Controlado, que confira maior autonomia aos municípios. Uma reunião entre o Estado e a Famurs está marcada para esta terça-feira (4/8).

Notícia atualizada às 18h14

Gostou? Compartilhe