Auditoria do ministério para retirada da vacinação contra aftosa começa hoje

Durante os próximos dois dias, a secretaria vai revisar com o ministério cada um dos 18 apontamentos levantados

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Mais um importante passo rumo à obtenção do status de zona livre de febre aftosa pelo Rio Grande do Sul será dado nesta terça e quarta-feira. A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) se prepara para receber auditores do Ministério da Agricultura para avaliarem o cumprimento dos 18 apontamentos levantados no ano passado. Entre eles, a aquisição de 72 veículos e a contratação de 150 auxiliares administrativos para atendimento nas inspetorias de defesa agropecuária do Estado.

“A montadora vencedora da licitação dos veículos já está enviando o cronograma de entrega, e o pregão para contratação de pessoal deve abrir as propostas nesta terça. Devemos ser bem avaliados porque o ministério vai comprovar que o governo estadual fez todos os movimentos necessários para a conquista da retirada da vacinação contra a aftosa”, destaca o secretário Covatti Filho.

Durante os próximos dois dias, a secretaria vai revisar com o ministério cada um dos 18 apontamentos levantados pela auditoria anterior e também o plano estratégico para retirada da vacinação contra a aftosa. "Na verdade são duas auditorias em uma. Ela será virtual, junto com o pessoal de Brasília e a superintendência regional do ministério no Estado. Já carregamos uma série de documentos num drive que eles estão acompanhando e, a partir de amanhã (4/8), vamos repassar juntos item a item", detalha a diretora de Defesa Agropecuária da Seapdr, Rosane Collares.

O auditor do ministério Gilson Renato Evangelista de Souza realizou uma pré-avaliação da secretaria no início de julho, verificando que os 18 itens estão com andamento "bastante adequado e em fase final de atendimento". A auditoria final também considerará o pleito para evolução de status sanitário junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). "Acredito que o relatório do ministério deve sair muito rápido, porque temos prazos nacionais e internacionais que precisamos cumprir para dar andamento no processo de evolução de status sanitário", diz Rosane.

Gostou? Compartilhe