Agrotecno Leite 2011 é aberta oficialmente em Passo Fundo

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A atividade leiteira gera um impacto de R$ 518 milhões/ano na região de Passo Fundo. Em quatro anos a produção aumentou em mais de 33% e está presente em quase 30 mil estabelecimentos agropecuários da região. Com esses números, o presidente da Agrotecno Leite, Ari Rosso, abriu o evento e demonstrou a importância da cadeia produtiva do leite para a região. A abertura oficial da quinta edição da Agrotecno Leite ocorreu na terça-feira (27), no Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo. A feira acontece nos dias 28, 29 e 30 com estações técnicas, palestras e exposições.

O diretor técnico da Emater/RS, Gervásio Paulus, falou sobre a importância da parceria, marca da Agrotecno Leite. "Sozinho se pode ir mais rápido, mas em parceria se vai mais longe", disse. Paulus elogiou o propósito da feira, que busca a sustentabilidade para a atividade leiteira. "Eventos como esse, que propõem concretamente alternativas para a cadeia, seja na alimentação, seja no bem-estar animal, são fundamentais", avaliou.

Em seu pronunciamento, o superintendente federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Francisco Signor, ressaltou que a cadeia leiteira requer solidariedade entre os produtores. "Fiz questão de estar presente nesta abertura. Essa atividade tem um potencial enorme e o que se faz e se vai mostrar aqui visa melhorar a qualidade. Esse é um evento diferenciado", destacou Signor.

O prefeito de Passo Fundo, Airton Dipp, destacou o respaldo e a credibilidade que a Agrotecno Leite tem pelas instituições que a promovem. Segundo ele, a produção leiteira na região tem tido ótimos resultados, com salto de qualidade e produtividade, e isso muito se deve a transferência de tecnologia, a troca de informações e conhecimento e a extensão que é feita pelas entidades promotoras durante a feira.

A quinta edição da Agrotecno Leite tem o foco nas técnicas e novidades, no aprimoramento e no debate, na troca de informações, no diálogo entre indústria, produtor e consumidor. Além das palestras e das estações práticas, o evento vai contar com o projeto Beba Leite e o I Simpósio Agrotecno Leite, que acontecerá no dia 29. De acordo com o coordenador técnico da Agrotecno Leite, Carlos Bondan, neste ano, após pedido dos participantes das edições anteriores, haverá exposição, julgamento e comercialização de gado leiteiro das raças Holandesa, Jersey e Gir Leiteira.

A Emater/RS-Ascar, além do estande institucional, contará com duas estações com informações sobre pastagens, bem-estar animal e meio ambiente. A Instituição também organizou, em parceria com o Sebrae, 84 excursões de agricultores.

A abertura oficial contou com um brinde de leite, um coquetel e o show de Luiz Carlos Borges. A Agrotecno Leite é promovida pela Emater/RS-Ascar, Cotrijal, Embrapa Trigo, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Prefeitura de Passo Fundo, RBS TV, Sebrae, Sicredi e Universidade de Passo Fundo. A feira acontece de 28 a 30 de setembro, no Centro de Eventos e nos Campos Experimentais da Universidade de Passo Fundo.

Agência de notícias do Governo do Estado

Gostou? Compartilhe