Chuva beneficia desenvolvimento das pastagens no Estado

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Emater/RS-Ascar divulgou o tradicional Informativo Conjuntural, na quarta-feira (22). Trata-se de uma análise semanal das principais cultivares e criações realizadas no Estado. O documento aponta que as precipitações verificadas na última semana, em todo o Rio Grande do Sul, favoreceram o desenvolvimento das lavouras e das pastagens de inverno.

O clima teve impacto positivo principalmente em regiões como a Campanha, que há meses sofre os efeitos da estiagem. As temperaturas mantiveram-se amenas, o que também favoreceu a manutenção da umidade adequada no solo e o conforto térmico dos animais.

Bovinos
As precipitações, além do desenvolvimento das pastagens melhoraram a condição alimentar dos bovinos de leite em todo o Estado. Segundo técnicos da Emater/RS-Ascar, a produção tende a se normalizar nas próximas semanas, quando termina o vazio forrageiro. Mesmo com essas situações, ainda é grande a utilização de alimentação suplementar, à base de silagem e feno, o que encarece a produção e diminui a margem de retorno do produtor.

No caso da bovinocultura de corte, o estado corporal dos animais é bom, mas os que estão sendo mantidos em campo nativo estão perdendo peso, principalmente no caso do rebanho de cria. A expectativa é de que comecem agora a ser verificados os efeitos negativos do clima registrado no último ano, com inverno rigoroso seguido de estiagem na primavera e no verão. A estimativa é de que haja redução na natalidade de terneiros na primavera. Na região da Campanha, o índice de prenhez está em torno de 45%, o que significa 25% do índice verificado em anos normais. Na Fronteira Oeste, este índice está em cerca de 50%, uma redução aproximada de 13%.

Culturas de inverno
Em relação às culturas de inverno avança o plantio do trigo no Rio Grande do Sul. Até esta semana, 75% da área prevista para o Estado já havia sido semeada. A região administrativa da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, que compreende as Missões e a Fronteira Noroeste, é a que se encontra mais adiantada, atingindo um percentual de 90% de área semeada, sobre um total projetado de cerca de 204 mil hectares. A região de Ijuí, que compreende o Alto Jacuí e Noroeste Colonial, alcança 80% sobre um total projetado de pouco mais de 210 mil hectares.

As lavouras de trigo, de maneira geral, apresentam bom aspecto, beneficiadas pelo clima registrado até aqui. Segundo os técnicos da Emater/RS-Ascar, o nível tecnológico empregado este ano é considerado bom, o que gera expectativa de boa produtividade. As mais adiantadas já se encontram em fase de perfilhamento e os produtores aproveitam a umidade pós-chuva para aplicar uréia em cobertura.

Gostou? Compartilhe