Deputados aprovam projetos do pacote de Tarso Genro

Projeto mais polêmico foi o de mudanças na Previdência, que foi aprovado com alterações

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Após 16 horas de votação, os deputados da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovaram os projetos que integram o pacote de sustentabilidade do governo Tarso Genro. 

Entre os projetos, o mais polêmico é o que propõe mudanças na Previdência. Antes da votação, o projeto sofreu alterações. Inicialmente, estava previsto reduzir a contribuição em 16,5%, para a parcela salarial que ultrapassasse R$ 3.689,66. A nova proposta é de 14% para todos os servidores. O projeto de mudanças na Previdência foi aprovado por 30 votos a 21. 
Segundo a deputada Maria Helena Sartori (PMDB), que votou contra a alíquota, o governo não buscou alternativas para arrecadar fundos. Já a deputada Marisa Formolo (PT), da base aliada, acredita que o repasse da alíquota não é suficiente para resolver o problema financeiro do Estado. 
Os demais projetos votados foram as requisições de pequeno valor (RPVs), o projeto que autoriza a venda de prédios públicos que não são utilizados e o último projeto votado permite ao governo criar o cadastro estadual de empresas com um potencial poluidor.

Gostou? Compartilhe