Empresa chinesa quer instalar sistema elétrico em automóveis do Estado

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Representantes da Byd Company Limited foram recebidos pelo secretário adjunto de Infraestrutura e Logística do RS, Claudemir Bragagnolo, na tarde desta segunda-feira, no gabinete da Seinfra. A Byd é uma empresa chinesa especializada em fabricação de baterias e visa implementar sua tecnologia limpa na frota de ônibus do Estado.

Bragagnolo, que recebeu os gerentes da empresa, Henry Z. Li e Stanley Tang, afirmou a intenção do Estado em investir na qualificação e modernização do transporte de massa e reduzir a emissão de poluentes. "É importante que consigamos sair na frente, pois o Rio Grande do Sul é privilegiado na geração de energia limpa", contou o secretário adjunto, ao lembrar que o projeto depende de análise financeira para que se busque a viabilidade.

O gerente da Buy, Z. Li, enfatizou o menor custo benefício e relatou experiências que estão para começar na Europa. "Nossa empresa tem 11 fábricas na China e 200 mil funcionários, sendo que temos já temos ônibus com essa tecnologia em Hong Kong e um projeto ousado de expansão", destacou Li, ao ressaltar que o Estado é o maior montador de ônibus da América Latina.

A empresa completará a agenda de visitas no Estado com reuniões de trabalho junto a montadoras de ônibus para buscar a viabilidade de implantação do projeto. O ônibus projetado pela Buy, que produz toda a tecnologia de forma verticalizada, tem capacidade de rodar 250 Km, com uma carga de 6 horas.

As empresas CEEE, por meio de seu presidente, Sérgio Dias, e a EPTC, representada pelo seu presidente Vanderlei Cappellari e o coordenador geral de Projetos, Severino Feitoza, acompanharam a audiência, junto ao diretor da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI), Marco Aurélio Franceschi e a tradutora da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), Astrid Schunemann.

Agência de notícias do Governo do Estado

Gostou? Compartilhe