Indústria da carne gaúcha pede auditoria dos russos

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A indústria gaúcha da carne está pronta para ser auditada por técnicos da Rússia. A afirmação é do diretor-executivo do Sindicato da Indústria de Produtos Suínos (Sips/RS) e presidente do Fundo de Defesa Sanitária Animal, Rogério Kerber.

Acompanhado o secretário da Agricultura, Luiz Fernando Mainardi, ele encaminhou na tarde desta sexta-feira (15) ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, documento em que solicita a intervenção do Governo Federal junto às autoridades russas para abreviar a visita dos técnicos russos. A reunião, que também contou com a participação do superintendente do ministério no Estado, Francisco Signor, foi realizada na sede da superintendência regional do Mapa.

A Rússia embargou, no ano passado, diversos estabelecimentos industriais do Rio Grande do Sul, que ficaram impedidos de exportar produtos bovinos, suínos e avícolas. Atualmente, 14 unidades industriais de aves, 10 suínas e cinco bovinas continuam embargadas pelos russos.

"Reavaliamos nossos processos de produção e estamos prontos para receber esta visita, por isso solicitamos que o Ministério da Agricultura reforce o pedido de uma nova auditoria", disse Kerber.

Para Mainardi, o momento é oportuno, na medida em que indústrias se prepararam e contam com o apoio do ministro Mendes Ribeiro Filho, que conhece o problema. Já o ministro destacou que hoje a situação não é tão crítica como no ano passado, quando, por exemplo, 40% das exportações de produtos suínos do Rio Grande do Sul tinham como destino a Rússia: "Conquistamos novos mercados, ampliamos nossa participação em outros, e hoje não somos tão dependentes deste comércio".

Gostou? Compartilhe