Mais de 11 mil pessoas estão desabrigadas

62 cidades gaúchos foram atingidos pelas chuvas

Por
· 2 min de leitura
Na sexta-feira (27), um caminhão da prefeitura de Cristal recebeu 2 mil peças na Central de DoaçõesNa sexta-feira (27), um caminhão da prefeitura de Cristal recebeu 2 mil peças na Central de Doações
Na sexta-feira (27), um caminhão da prefeitura de Cristal recebeu 2 mil peças na Central de Doações

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Até às 18h de domingo, 62 cidades gaúchas haviam sido atingidas pelas chuvas que afetaram 11.501 pessoas. Até o momento os municípios de Alpestre, Cristal do Sul, Chiapetta, Irai, Vicente Dutra, Barão do Cotegipe, Erval Grande, Porto Lucena e Pinheirinho do Vale encaminharam para Defesa Civil a solicitação de homologação do Decreto de Emergência. Já as cidades de Caiçara, Cerro Grande, Criciumal, Derrubadas, Getulio Vargas e Tiradentes do Sul preencheram o Formulário de Informação de Desastre no sistema do Governo Federal.

O Governo do Estado também esta contribuindo com kits emergenciais. Neste domingo (29), uma carreta e um caminhão com kits de dormitório, de higiene e limpeza e cestas básicas de alimentos seguiu para Região Noroeste. Também estão sendo encaminhados materiais de ajuda humanitária para o Norte e Fronteira Oeste.


Municípios atingidos
Cruzaltense, Barão do Cotegipe, Getulio Vargas, Erechim, Erval Grande, Marcelino Ramos, Barra do Rio Azul, Maximiliano de Almeida, Ponte Preta, Nonoai, Viadutos, Caiçara, Campo Novo, Tenente Portela, Jaboticaba, Palmitinho, Pinheirinho do Vale, Cristal do Sul, Cerro Grande, Irai, Novo Tiradentes, Alpestre, Barra do Guarita, Vicente Dutra, Nova Candelária, Tres de Maio, Novo Machado, Porto Vera Cruz, Porto Mauá, Unistalda.


RS mobilizado
O governador Tarso Genro convocou, neste domingo (29), uma reunião de trabalho emergencial para a manhã desta segunda-feira (30), no Palácio Piratini, com todas as secretarias e órgão estaduais que estão agindo na recuperação dos municípios atingidos por enchentes e no auxílio às comunidades. Além da ajuda humanitária, a reunião, comandada pelo governador, dará seguimento às ações já tomadas para a desobstrução e restauração imediata de vias, pontes e moradias, assim como as medidas de apoio a agricultores e pequenos empreendedores, principalmente no norte do Estado, que registra a cheia do Rio Uruguai.

Também neste domingo, Tarso, que coordena os trabalhos de perto através de contato direto com a Defesa Civil estadual e nacional, conversou com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira. Para a terça-feira (1), está marcada uma nova reunião com os prefeitos, no Piratini, e, na quinta-feira (3), secretários de Estado e os gestores municipais terão encontro de trabalho junto ao Governo Federal em Brasília.

O Governo do Estado está concentrando todos os esforços para atender as prefeituras. Segundo o último relatório da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, às 18h deste domingo, são 62 cidades e 11.501 pessoas afetadas. A Defesa Civil, que monitora o nível dos rios através do Centro de Gerenciamento de Risco, no Palácio Piratini, instalou também uma Central de Comando em Frederico Westphalen, na prefeitura local. Segundo o órgão, as chuvas já começam a diminuir.


Gabinete dos Prefeitos
O secretário estadual do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Jorge Branco, que na manhã do sábado (28) reuniu-se com os prefeitos dos municípios atingidos em Frederico Westphalen, para ajustar o plano de ação, ressalta que o maior esforço agora é para a salvaguarda das vidas. O governo agiu imediatamente com a remessa de água, alimentos, roupas e, em conjunto com as prefeituras, na busca imediata de abrigo para as pessoas”, afirmou. "A Secretaria da Saúde também já reforçou o atendimento nos postos e hospitais, e o efetivo do Corpo de Bombeiros está em prontidão", informou.

 

Fonte: Defesa Cívil e Portal do estado do RS

Gostou? Compartilhe