Mais de mil pessoas estão desalojadas devido as fortes chuvas no Rio Grande do Sul

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

As fortes chuvas que atingiram o estado do Rio Grande do Sul na madrugada dessa quarta-feira (20) afetaram, segundo a Defesa Civil de Taquara, 2,5 mil pessoas no município. De acordo com a coordenadora da Defesa Civil da cidade, Elena Weber, estima-se que cerca de 690 pessoas estejam desalojadas e 32 desabrigadas. "Por causa do nível alto do Rio dos Sinos, muitos estão deixando suas casas. Eles estão procurando ajuda dos parentes e abrimos uma escola para servir de abrigo".

No município de Igrejinha 500 famílias foram retiradas de suas casas. As pessoas removidas estão indo para casas de parentes, amigos ou encaminhadas para abrigos. “O Rio Paranhana começou a subir ontem à noite a velocidade violenta. Nós começamos a retirar as famílias de suas casas e abrigá-las no abrigo provisório. Até o momento 500 famílias foram recolhidas, mas a gente acredita que esse número ainda vá subir”, disse Alessandra de Azambuja, coordenadora municipal da Defesa Civil de Igrejinha. De acordo com a coordenadora, os bairros mais atingidos são Morada Verde, Vila Nova, 15 de Novembro e Figueiras.

Em Parobé, 180 pessoas estão desalojadas e 30 estão desabrigadas de acordo com o diretor assistente social do município, Luiz Carlos.

Na cidade de Gramado, no bairro Piratini, a chuva provocou deslizamentos em uma encosta com pelo menos 15 metros de altura. Pela manhã, 11 famílias ficaram desalojadas, mas já foram abrigadas em casas de parentes e amigos. Para o chefe de gabinete da prefeitura, Ilton Gomes, o monitoramento dessas áreas é importante para a prevenção de acidentes. "Nós temos o acompanhamento de um geólogo para ver a movimentação das serras. Também contamos com apoio dos bombeiros. E quando uma área corre o risco de ter deslizamento, nós aconselhamos as famílias a se mudarem e também ajudamos oferecendo transporte para a locomoção dessas famílias".

A previsão do tempo, para o Rio Grande do Sul, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é céu nublado a parcialmente nublado com geada. A temperatura deverá variar entre 0 grau Celsius (ºC) e 18ºC.

*Agência Brasil

Gostou? Compartilhe