Passe livre intermunicipal para deficientes em situação de vulnerabilidade é prorrogado até fim do ano

A decisão acompanha a prorrogação em nível federal das carteiras

Por
· 1 min de leitura
Foto: Arquivo ONFoto: Arquivo ON
Foto: Arquivo ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A validade dos documentos que garantem o benefício do passe livre intermunicipal – concedido a pessoas com deficiência comprovadamente carentes foi prorrogada até 31 de dezembro.

A Faders Acessibilidade e Inclusão, fundação vinculada à Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, propôs a medida devido às restrições provocadas pelas ações de proteção e prevenção ao contágio do novo coronavírus (Covid-19). A decisão acompanha a prorrogação em nível federal das carteiras de passe livre interestadual.

O presidente da Faders Acessibilidade e Inclusão, Marco Antônio Lang, destacou o empenho das entidades para rapidamente atender ao encaminhamento. “As pessoas com deficiência são do grupo de risco, e recomendamos que permaneçam resguardadas”, afirma. “Esta medida é importante porque evita transtornos àquelas pessoas que dependem do transporte intermunicipal para, por exemplo, fazer tratamento de saúde. Esta é a melhor forma de evitar que alguém perca o direito de utilizar o benefício por algum empecilho burocrático que pode ocorrer devido às medidas para redução da circulação do vírus entre os gaúchos.”

Gostou? Compartilhe