Tarso vota nas prioridades regionais

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Dentro do projeto de tornar o Rio Grande do Sul uma referência mundial em participação cidadã, os gaúchos apontam nesta quarta (10) as prioridades de suas regiões no Orçamento 2012. O governador Tarso Genro registrou pela manhã, em um terminal no Palácio Piratini, sua contribuição ao processo que permite à população a decisão sobre a aplicação dos recursos do Estado.

"Devemos aproveitar todas as formas de participação. Esse processo é exemplo no combate às fronteiras burocráticas que separam o Estado do cidadão", afirmou Tarso.

Para que as prioridades apontadas pela população sejam efetivadas, o governador defendeu um amplo controle da sociedade sobre o Poder Público por meio de instrumentos como os Coredes, durante as Interiorizações e no conjunto de audiências públicas que o Governo realiza pelo Estado. "Esse é o momento de cobrança, em que se possibilita o controle da sociedade sobre o Governo".

Como votar
A votação será presencial, em 12 mil urnas espalhadas nos 497 municípios gaúchos, e virtual, pelo Portal da Participação:www.participa.rs.gov.br. Nas urnas, o processo iniciou às 8h e será finalizado às 21h, e pela internet a votação vai até a meia-noite. As cédulas com a listagem completa dos projetos de cada uma das 28 regiões. Os locais de votação tambémestão disponíveis no portal.

A Votação de Prioridades, que substitui o processo da Consulta Popular e incorpora elementos do Orçamento Participativo, está inserida no Sistema de Participação Popular e Cidadã, que já realizou o Plano Plurianual (PPA) Participativo neste ano. Na primeira fase de debates participativos do Orçamento, foram realizadas mais de 450 assembleias e audiências regionais para definição dos projetos que estão indo à votação.

Agência de notícias do Governo do Estado

Gostou? Compartilhe