Protestos pelo Clima marcam COP 25, em Madri

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Desde o último dia 2, a Organização das Nações Unidas (ONU) realiza a conferência do clima, COP 25, em Madri, na Espanha. No quinto dia do evento que reúne líderes mundiais para discutir impactos e catástrofes climáticas, o movimento Fridays For Future (Sextas Pelo Futuro) organizou uma marcha, com o lema “o mundo acordou para a emergência climática”.

A manifestação levou milhares de manifestantes para as ruas de Madri, e contou com a presença da jovem sueca Greta Thunberg, reconhecida como símbolo na luta pelo meio ambiente. O protesto contou também com a participação de grupos indígenas, que segundo a agência internacional de notícias, AFP, são os primeiros afetados pelas mudanças climáticas.

O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, conclamou governos do mundo a adotarem uma postura corajosa para enfrentar as mudanças climáticas que já são consideradas uma crise no mundo atual, e não um problema para o futuro. Ele pediu que os países adotassem taxas contra a poluição e interrompessem a construção de novas usinas de energia movidas a carvão.

O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-SP), viajou nesta sexta-feira (6), para firmar o compromisso do Legislativo com a agenda ambiental brasileira. A capital espanhola foi escolhida para receber a conferência após desistência do presidente do Chile, Sebastián Piñera, por conta das manifestações sociais realizadas no país. A COP 25 vai até o dia 13 de dezembro.

Gostou? Compartilhe