Em nome do samba de raiz

Em entrevista ao ON Mix, Diogo Nogueira fala sobre o novo álbum ?EURoeMunduê?EUR? e o show que acontece em Passo Fundo nesta quinta-feira

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Batuque, ancestralidade e as raízes do samba ambientam a sonoridade de “Munduê”, o primeiro projeto totalmente autoral do cantor e compositor Diogo Nogueira. Junto aos maiores sucessos e clássicos do samba, as músicas do álbum aparecem no repertório do sambista estreante em terras passo-fundenses nesta quinta-feira (7), em show no Centro de Eventos do Gran Palazzo.

Honrando o DNA herdado de uma das figuras mais emblemáticas do samba, o pai João Nogueira, Diogo sai de sua zona de conforto em seu novo trabalho e celebra dez anos de carreira. Ao longo de 14 composições, ele apresenta parcerias com nomes da nova geração e dedica o trabalho a mestres do gênero, como Noel Rosa, Zeca Pagodinho, Cartola, Candeia, Monarco, Paulinho da Viola, Jorge Aragão e Nelson Cavaquinho. A banda que o acompanha é formada por João Marcos (baixo e direção musical), Henrique Garcia (cavaquinho), Wallace Pres (violão), Jefferson Rios (bateria), Maninho (percussão), Bruno Barreto (percussão e coro), Wilsinho (percussão) e Fabiano Segalote (trombone).

Em entrevista ao ON Mix, Diogo conta detalhes sobre seu trabalho mais recente e adianta o que o público pode esperar do show em Passo Fundo.

 

O Nacional: Munduê é seu primeiro disco totalmente autoral. Como foi o processo de composição?

Diogo Nogueira: Munduê é um trabalho em que comemoro 10 anos de carreira. Quando pensei em fazer esse disco entendi que tinha chegado o momento de apresentar diversas canções de minha autoria, com alguns parceiros, e fazer um disco totalmente autoral. Trago canções feitas ao longo dos últimos anos e que sinto que era a hora de gravá-las.

ON: O que o trabalho representa?

Diogo: Em Munduê buscamos trazer o som do batuque, da ancestralidade, de onde o samba veio. É um disco muito importante na minha carreira, por tudo que representa e por ser totalmente autoral.

ON: Por que dedicá-lo a Wilson das Neves?

Diogo: Wilson das Neves era um grande mestre, do samba e da vida. Em uma das músicas do disco ele iria gravar comigo, em “Império e Portela”, música minha em parceria com Dona Ivone Lara, Ciraninho e Bruno Castro. Ele era Imperiano e eu Portelense, mas ele adoeceu e veio a falecer no meio da gravação do disco. Por tudo isso resolvemos homenageá-lo.

ON: Do que trata a música que dá título ao álbum?

Diogo: Munduê é um canção inspirada na ancestralidade, no jongo, no passado, mas com um olhar para o futuro. É como um deus, uma entidade, que nos ensina a caminhar, que nos ensina a sermos melhores a cada dia. A música é uma parceria minha com o Hamilton de Holanda e o Bruno Barreto.

ON: Pode falar um pouco sobre a parceria com outros artistas neste disco?

Diogo: Tenho importantes parceiros, cada um com sua particularidade e história comigo. O Rodrigo Leite, Inácio Rios e Raphael Richaid, Ciraninho e Leandro Fregose estão presente em meus discos, desde o início da minha carreira. Com o Hamilton de Holanda fiz um disco inteiro, chamado Bossa Negra, com músicas nossas e de outros compositores. O Fred Camacho, Leandro Fab e Bruno Barreto são parceiros mais recentes. Mas tem uma parceira que eu tive o privilégio de compor com Dona Ivone Lara antes dela nos deixar; é a nossa grande dama do samba.

ON: Quais serão os destaques do repertório do show em Passo Fundo e o que o público pode esperar?

Diogo: Em Passo Fundo irei apresentar um espetáculo com diversos sucessos desses 10 anos de carreira, homenagens a grandes artistas do samba e da MPB, e vou cantar também músicas do disco Munduê. Será um show bem eclético, onde vou cantar de tudo. Espero todo mundo lá, pra gente cantar samba e se divertir, do início ao fim do show.

 

Serviço

Show: Diogo Nogueira

Local: Gran Palazzo Centro de Eventos

Data: 07/06/2018

Horário: A partir das 21h, abertura com o Grupo Sambah!

Show Diogo Nogueira: 23h.

Ingressos

- Center Color

- Riviera Café

- Empório Giaretta

- Venda online: blueticket.com.br

Gostou? Compartilhe