OPINIÃO

Reminiscências – “Afirmam ter visto disco voador em Estação”

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Na manhã do dia 13 de novembro de 1954, um sábado, os assinantes do semanário O Município de Getúlio Vargas foram surpreendidos pela manchete de capa. Pela repercussão da notícia, José Antônio Zaar, editor do jornal, publicou a matéria no alto da página, distribuída em quatro colunas. Impresso no padrão standard, em quatro páginas monocromáticas, a edição noticiava entre outros, os festejos do 20º aniversário do município, a aquisição de um possante trator pela prefeitura, e o desbaratamento de uma quadrilha de menores.

I I

O ano de 1954 foi um dos mais conturbados da história republicana brasileira. A radicalização entre getulistas e a oposição ao seu governo levou o presidente ao suicídio no dia 24 de agosto. No cenário internacional a chamada guerra fria, que colocara desde o final da 2ª Guerra Mundial os Estados Unidos e a União Soviética em rota de colisão. As duas superpotências e seus respectivos aliados, investiam em novas tecnologias bélicas, projetavam o lançamento de satélites e num futuro próximo, a conquista do espaço.

I I I

As pautas dos pequenos jornais eram, como no tempo presente, voltadas para os acontecimentos locais, com ênfase na política, futebol, social e polícia. Jornais e revistas editados na capital e no centro do país com informações do Brasil e do mundo chegavam a Getúlio Vargas com regularidade. O rádio ainda reinava absoluto, e além do noticiário garantia o entretenimento através dos programas de auditório, concursos e radionovelas. No RS, a TV Piratini, afiliada a Rede Tupi seria inaugurada no apagar das luzes do ano de 1959. 

I V

Apesar de curta, a notícia sobre o Objeto Voador Não Identificado (Óvni), reproduzida a seguir, repercutiu para além das fronteiras do município. “Afirmaram pessoal dignas de fé terem visto na Estação, numa manhã desta semana em curso um disco voador. Adiantam as testemunhas oculares do fato que o objeto era intensamente luminoso e passou em grande velocidade em direção a cidade”. E encerra: “O disco voador passou tão baixo que iluminou todo o trajeto que percorria”. É preciso lembrar que Estação Getúlio Vargas era o bairro industrial.

V

Para saber se o fato local chegou ao conhecimento do Comando da Aeronáutica seria preciso pesquisar no Arquivo Nacional. A documentação disponível no Rio de Janeiro abrange o período de 1952 a 2016 e anteriormente estava com o Centro de Documentação da Aeronáutica. O fundo é formado por 748 dossiês, com cerca de 3.200 páginas de informações sobre supostos avistamentos de Óvnis feitos por civis e militares no Brasil ao longo de seis décadas. E ainda 19 registros de áudio e vídeo com conversas de pilotos e torres de controle. Um dos episódios mais importantes para a ufologia brasileira foi o “ET de Varginha”.

Curtas:

# Após a aprovação por unanimidade pela Câmara de Vereadores o executivo firmou a compra de área para ampliar o Cemitério Municipal.

# A documentação já está tramitando no tabelionato e a primeira das dez parcelas mensais de R$ 60.000,00 será paga no ato da assinatura da escritura.

# A área de 2.500 m², distribuída em 25 metros de largura e 100 metros de comprimento, é uma parte do terreno do antigo Cortume Erê, no inicio da Rua Albino Fernando Holzbach.

# A aquisição se deu por desapropriação amigável com a Futura Empreendimentos Imobiliários, que arrematou o imóvel em leilão, e passou por avaliação, conforme previsto em lei.

# A vereadora Cleonice Forlin (MDB) teve aprovado na sessão da noite de quinta-feira (06) pedido de informação ao executivo.

# A ex. presidente da Câmara, que foi secretária de Educação de Getúlio Vargas, e também de Ipiranga do Sul, quer saber se ainda há moradores em bairros sem posse de escrituras.

# Ao justificar o pedido esclareceu que em havendo casos de famílias sem escritura pública de seus imóveis, relativos a concessões ou cessões, as pendências devem ser regularizadas.

# Sete Prefeituras da microrregião de Getúlio Vargas trabalham em conjunto no aterro para a edificação do novo quartel do Corpo de Bombeiros.

# A parceria se deu através de um Termo de Cooperação para Gestão Associada de Serviços Públicos assinado em 2018.

Dito & Feito:

Os organizadores da 7ª edição do Fórum Norte Gaúcho da Soja se reuniram na quarta-feira (05) no Sindicato Rural de Getúlio Vargas. Na pauta os últimos ajustes do evento virtual e sem custo, programado para os dias 26, 27 e 28 de agosto. As palestras serão transmitidas pelo Youtube e dentre os temas estão clima e produtividade, mercado, manejo do solo, doenças e perspectivas para a próxima safra. 

Gostou? Compartilhe