Polícia Civil investiga preços abusivos em Passo Fundo

Valor do álcool em gel nos estabelecimentos comerciais da cidade pode variar em 200%

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil está realizando uma série de fiscalizações em estabelecimentos que comercializam álcool em gel, máscaras de proteção e produtos diversos que combatem a proliferação do Covid-19 na cidade de Passo Fundo.

Estão sendo vistoriados registros, procedência e rotulagem dos produtos e os preços praticados pelos estabelecimentos comerciais. Caso o preço seja considerado abusivo, o proprietário do estabelecimento pode responder contra a ordem econômica e relações de consumo ou mesmo infrações administrativas.

A Polícia Civil orienta que os estabelecimentos não aumentem injustificadamente os preços, pois podem responder judicialmente pelo ato, além de ser um desrespeito com seus clientes.

Nesta quarta-feira (25) constatou alta muito grande de preços do álcool em gel comparado com os preços praticados em fevereiro. Também variações muito grandes de preços entre os estabelecimentos. Diferenças que chegam a mais de 200%.

Em um dos locais investigados, o estabelecimento ofertava o álcool em gel (400ml) a mais de R$ 23,00. Com a fiscalização, reduziu para 14,00.

"Tudo está sendo registrado e serão tomadas as medidas cabíveis. A apuração vai identificar quem majorou absurdamente os preços (comércio, fornecedor ou fabricante) e se há razão plausível para essa conduta" disse o delegado regional, Adroaldo Schenkel.

Gostou? Compartilhe