?"rgãos de segurança realizam a Operação Covid-148

A operação tem o objetivo de fiscalizar apenados que tiveram suas prisões convertidas para domiciliar em razão do Covid-19

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Na tarde desta quarta-feira a Polícia Civil, juntamente com a Brigada Militar e a Susepe, desencadearam a Operação Covid-148. A operação teve o objetivo de fiscalizar apenados que tiveram suas prisões em regime aberto, semiaberto e fechado convertidas para prisão domiciliar em razão do Covid-19.  No total 148 detentos de Passo Fundo tiveram prisão domiciliar concedida.

Como é de conhecimento dos órgãos de segurança, alguns destes detentos são de alta periculosidade e por este motivo os policiais realizam o monitoramento constante, principalmente para prevenção de novos delitos neste período da pandemia e isolamento social.

Desde que foram concedidas as prisões domiciliares, dois detentos foram presos em flagrante delito. Um deles por tráfico de drogas, e outro por porte ilegal de arma de fogo. Um terceiro detento foi vítima de homicídio.

As ações de fiscalização vão acontecer de forma ininterruptas e não terão horário pré-determinado, podendo ser inclusive à noite. Todas essas medidas visam monitorar, controlar e coibir que esses detentos se envolvam em ações criminosas.

A operação também está sendo realizada em outras cidades da região.

Dos 158 detentos alvos de fiscalização hoje em Passo Fundo, 26 detentos não estavam cumprindo a prisão domiciliar. Além disso, oito apenados forneceram endereços inexistentes e outros 16 informaram que estariam trabalhando, fato que será apurado.  

Gostou? Compartilhe