Latrocínio em Soledade está “praticamente elucidado”

Quatro suspeitos já foram presos em diferentes cidades da região

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil de Soledade está muito próxima de elucidar um crime que chocou a cidade no começo deste mês. Denilso Silva, 38 anos, morador do município viajou até Arvorezinha para comercializar um veículo no dia 2 de abril e desapareceu. Ele foi encontrado sem vida no dia seguinte em uma mata no interior do município. O veículo foi localizado queimado no dia 7 de abril em Água Santa. 

O delegado Marcio Marodin, responsável pela investigação esclareceu que já estão presas quatros pessoas acusadas de participação no crime. Eles foram presos em Lagoa Vermelha, Arroio do Tigre, Arvorezinha, e um quatro participante já estaria preso por outro crime na cidade de Getúlio Vargas. Dois mandados de prisão preventiva aconteceram na última quarta-feira, e segundo o delegado, com a realização destas ações, o caso está “muito perto de ser elucidado”, disse ele. Ainda  na quarta-feira foram cumpridos mandados de buscas em Arvorezinha que tinham objetivo de buscar elementos para a investigação. 

O delegado esclareceu que Denilso foi atraído para Arvorezinha para a venda do automóvel, mas quando chegou no local, foi vitima de latrocínio. 

Gostou? Compartilhe