IGP realiza novas perícias em Planalto

Por
· 1 min de leitura
Diego Camargo/Portal TchêDiego Camargo/Portal Tchê
Diego Camargo/Portal Tchê
Você prefere ouvir essa matéria?

O Instituto Geral de Perícia retornou na manhã desta sexta-feira (29) até a casa de Rafael Mateus Winques para a realização de uma nova inspeção. O trabalho também foi realizado no local onde o corpo do garoto foi encontrado.

A Polícia Civil segue as diligências e coletando depoimentos com o objetivo de saber se Alexandra Dougokenski, que confessou ser a autora do crime, agiu sozinha. Segundo a delegada Larissa Fajardo, há uma força tarefa para elucidar o crime de forma mais breve possível, e desde o começo da semana, um delegado e três agentes policiais foram deslocados de Porto Alegre para Planalto com o objetivo de auxiliar nas investigações.

O advogado de Alexandra, Jean Severo, diz que o caso se trata de um homicídio culposo. Segundo ele, a criança foi morta pela reação dos medicamentos administrados pela mãe. O advogado comentou que nas suas conversas com a Alexandra, ela sempre destacou que agiu sozinha, inclusive para ocultar o corpo no menino.

Tanto a Polícia Civil, quando a defesa de Alexandra informaram que aguardam o resultados oficiais de todos os laudos periciais para dar seguimento aos seus respectivos trabalhos.

Gostou? Compartilhe