Alexandra Dougokenski diz ter sido coagida pela polícia a mudar versão

Depois de prestar um depoimento no sábado (27), em que admitia ter matado o filho de 11 anos com uma corda, ela voltou atrás e manteve a versão de homicídio culposo

Escrito por
,
em
Divulgação/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Após o depoimento em que Alexandra Dougokenski teria confessado o estrangulamento do seu filho, Rafael Mateus Winques, de 11 anos, em Planalto, ela gravou um vídeo  em que desmente o  depoimento prestado na tarde de sábado (27), no Palácio da Policia Civil.

Durante o depoimento, ela admitiu ter matado o menino com uma corda devido à desobediência do menino. Mas no vídeo Alexandra alega que estaria sendo coagida pela polícia a mudar sua versão dos fatos e está arrependida do que fez.

O advogado Jean Severo que defende Alexandra não assinou o depoimento, por que segundo ele Alexandra foi coagida, ele disse que usaram a figura do outro filho para induzir a mudança na versão.

Gostou? Compartilhe