BM apresente redução nos índices de criminalidade

Indicadores foram contabilizados nos últimos sete meses, pelo sistema de controle do estado do RS

Escrito por
,
em
Mais de 40 mil pessoas foram abordadas pela BM nos últimos sete meses, no município

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Brigada Militar divulgou o balanço operacional das atividades realizadas em Passo Fundo nos últimos sete meses do ano, bem como, os indicadores de criminalidade considerados como os mais gravosos, pelo comando da instituição, já que provocam maior sensação de insegurança na população. Os sete apontadores apresentados na manhã dessa sexta-feira (10), mostram redução significativa nos índices criminais, com redução média de 32,24%.


De janeiro a julho deste ano houve queda no número dos homicídios, no de roubo a pedestre, roubos e furtos a estabelecimentos comerciais, financeiros e educandários – somando as três modalidades juntas –, roubo à residência, roubo a transporte coletivo, furto de veículos e roubo de veículos, este com baixa de quase 50%.


Já em relação ao trabalho desempenhado pelos policiais militares, há um aumento de 66,67% nas abordagens, se comparado ao mesmo período de 2017. No ano passado, em sete meses, foram contabilizados pelo sistema de controle do estado, 13.398 pessoas abordadas, para 40 mil este ano, o que equivale a 20% da população passo-fundense.


Para o comandante do 3° Regimento de Polícia Montada (3° RPMon), tenente coronel Volnei Ceolin, há uma relação direta entre o aumento da ostensividade, com a queda no registro de crimes. “O trabalho realizado nos últimos meses tem refletido diretamente nas ocorrências. E não estamos dentro do número previsto nos índices, mas abaixo do que se imaginava em relação à criminalidade”, comenta.


Embora o número de prisões não tenha sido contabilizado junto aos índices, a quantidade de foragidos capturados pela Brigada Militar também é significativo e, consequentemente, reflete nos índices. “Nós localizamos muitos fugitivos através desse sistema de abordagens, que está se mostrando positivo”, completa.


Números
Homicídio – redução de 41,66%
Roubo a estabelecimentos comerciais, financeiros e educandários – redução de 49,01%
Roubo a pedestre – redução de 24,14%
Roubo à residência – redução de 03,57%
Roubo a transporte coletivo – redução 22,85%
Furto de veículos – redução de 34,36%
Roubo de veículo – redução de 45,03%

Gostou? Compartilhe