Homem que vendia droga em minimercado é preso em flagrante

Ele e a esposa tinham um estabelecimento comercial de fachada, para despistar a polícia e lavar o dinheiro obtido ilicitamente

Escrito por
,
em
Um tablete de mais de 14 gramas de maconha e 57 pedras de crack foram apreendidos

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma ação realizada pela Polícia Civil na tarde do último domingo (22), na Vila Operária, resultou em apreensão de drogas e na prisão em flagrante de um homem de 39 anos, conhecido como “Dando”. Dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos no bairro: um na casa do investigado e o outro em um minimercado, usado pelo suspeito para a venda dos entorpecentes. Os ilícitos foram encontrados com auxílio de uma cadela farejadora.


Segundo informações da polícia, a equipe da Defrec monitorou o suspeito, a esposa dele e o movimento do suposto mercado, durante dois meses. Dentro desse período, os policiais realizaram abordagens a usuários, apreensão de drogas e filmagens do comércio dos ilícitos, geralmente em horários fora de expediente, constatando que utilizavam um “minimercado” para vender drogas e, também, para lavar o dinheiro oriundo do tráfico, sem levantar suspeita. De acordo com o delegado que coordenou as investigações, Diogo Ferreira, havia alguns produtos que se encontra em mercados, mas dificilmente o estabelecimento era procurado para vender os mantimentos legais: “Era de fachada mesmo”, diz. Convicto de que o ponto era utilizado para a traficância, o delegado solicitou mandados de busca e apreensão.


Com auxílio da Laika, a farejadora, um tablete de maconha pesando 14,1 gramas foi encontrado escondido dentro de um sofá, numa sala aos fundos do estabelecimento, e 57 pedras de crack, pesando 14,5 gramas, foram localizadas dentro de uma porta no estabelecimento. Além da droga, foram apreendidos R$ 802,00 em dinheiro, um aparelho televisor, um DVR e quatro câmeras de vigilância. Através delas, o investigado monitorava a chegada de usuários e também ficava atento a qualquer movimentação da polícia. Foi apreendido um veículo Ford/Fusion e uma motocicleta Honda/Falcon.


A mulher do preso, embora também seja alvo da investigação, não foi detida em flagrante porque estava em outro cômodo, além de estar grávida de oito meses, o que faria com que ela obtivesse liberdade imediatamente. “Dando” já tem outras passagens pelo mesmo delito. Ele foi recolhido ao presídio.

Gostou? Compartilhe