Quatro fogem do Presídio Estadual de Sarandi

Grupo estava na cela 10, juntamente com outros 32 presos. Capacidade do local é para apenas 12 detentos

Escrito por
,
em
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Quatro detentos fugiram durante a madrugada de ontem, do Presídio Estadual de Sarandi. Segundo a direção, eles serraram a grade da janela, alcançaram o telhado e pularam a cerca de proteção. Um deles, Rodrigo Ferreira de Couto, acabou sendo capturado instantes depois, pela Brigada Militar, ainda nas imediações da casa prisional.


Diretor do presídio, Isaias Rabelo afirmou que o grupo estava na cela 10 da galeria A. Com capacidade para no máximo 12 detentos, na noite de ontem havia 36 presos dividindo o mesmo espaço. A fuga ocorreu por volta das 5h30min. Os foragidos são: Arnon Patrick Casemiro de Almeida, Clairton Moraes e Izaquiel Bombana de Inhaia. O Presídio Estadual de Sarandi tem capacidade para 110 presos. A população carcerária ontem era de 194.


Fugas e mortes
Desde o ano passado, o Presídio Estadual de Sarandi já registrou pelo menos quatro casos casos de fugas e rebeliões. Em fevereiro de 2017, uma rebelião deixou dois presos mortos. Os amotinados fizeram reféns e foram para o pátio da unidade. Além dos mortos, três presos ficaram feridos. O conflito teria sido motivado em razão de um desentendimento entre familiares no lado de fora e que teria chegado ao conhecimento dos detentos, que acabaram se rebelando.


Em Novembro, oito detentos serraram as grades de uma das celas e utilizaram um túnel para escapar. A maioria dos presos era da Região Metropolitana e integrava a mesma facção criminosa. Ocupantes de dois veículos aguardavam os comparsas. O grupo disparou contra os agentes e Brigada Militar.


Outro fato envolvendo o Presídio de Sarandi ocorreu em abril deste ano. Presos atearam fogo no prédio do albergue, onde ficam os detentos do regime semiaberto. Os agentes penitenciários abriram as celas para socorrer os 28 detentos homens que estavam no local. Ninguém ficou ferido. Os detentos foram realocados em uma sala e também para uma cela do regime fechado.

Gostou? Compartilhe