Latrocínio em Soledade está “praticamente elucidado”

Quatro suspeitos já foram presos em diferentes cidades da região

Escrito por
,
em
Divulgação/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil de Soledade está muito próxima de elucidar um crime que chocou a cidade no começo deste mês. Denilso Silva, 38 anos, morador do município viajou até Arvorezinha para comercializar um veículo no dia 2 de abril e desapareceu. Ele foi encontrado sem vida no dia seguinte em uma mata no interior do município. O veículo foi localizado queimado no dia 7 de abril em Água Santa. 

O delegado Marcio Marodin, responsável pela investigação esclareceu que já estão presas quatros pessoas acusadas de participação no crime. Eles foram presos em Lagoa Vermelha, Arroio do Tigre, Arvorezinha, e um quatro participante já estaria preso por outro crime na cidade de Getúlio Vargas. Dois mandados de prisão preventiva aconteceram na última quarta-feira, e segundo o delegado, com a realização destas ações, o caso está “muito perto de ser elucidado”, disse ele. Ainda  na quarta-feira foram cumpridos mandados de buscas em Arvorezinha que tinham objetivo de buscar elementos para a investigação. 

O delegado esclareceu que Denilso foi atraído para Arvorezinha para a venda do automóvel, mas quando chegou no local, foi vitima de latrocínio. 

Gostou? Compartilhe