Sete mulheres e um homem serão indiciados por morte de presa

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil apurou a autoria do homicídio que ocorreu no Presídio Regional de Passo Fundo e que vitimou uma presa do regime fechado, em maio deste ano, e esclareceu a motivação do crime. Na ocasião, Veroni Ferreira, de 35 anos, foi morta a golpes de faca no alojamento feminino “3”, única cela destinada às mulheres. O corpo, conforme laudo pericial, apresentou 33 perfurações causadas por arma branca.


Segundo informações da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), além da vítima, outras 17 apenadas estavam no alojamento. Dessas, sete foram identificadas como autoras do crime e serão indiciadas por homicídio qualificado, já que amarraram e torturaram a vítima até a morte. Um homem, responsável por fornecer as facas utilizadas no ataque, também vai responder criminalmente pelo fato.


A suspeita inicial da polícia sobre a motivação foi confirmada e está ligada ao tráfico de drogas. A apenada cumpria pena por tráfico de drogas e foi encontrada pelos agentes penitenciários com as pernas amarradas, escondida sob alguns travesseiros, depois que gritos foram ouvidos. Ela chegou a ser socorrida ao hospital, pelo Samu, mas não resistiu aos graves ferimentos e morreu. O inquérito policial deve ser remetido ao Poder Judiciário nos próximos dias.

Gostou? Compartilhe