CASO RAFAEL: MP vai se manifestar hoje sobre crime em Planalto

Denúncia contra Alexandra Dougokeski deve ser protocolada no início da tarde, e em seguida vai acontecer uma entrevista coletiva on-line

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

O Ministério Público do Rio Grande do Sul vai realizar uma entrevista coletiva on-line nesta sexta-feira (9), para se manifestar sobre a apresentação de denúncia do crime envolvendo menino Rafael Mateus Winques, de 11 anos, morto no dia 15 de maio. 

A coletiva deve acontecer a partir das 14 horas, após ser protocolada a denuncia contra Alexandra Dougokeski, mãe da vítima. Estarão presentes o subprocurador de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles, a promotora de Justiça de Planalto, Michele Dumke Kufner, o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal, Luciano Vaccaro, e o coordenador do Núcleo de Inteligência do MPRS, Marcelo Tubino. 

Alexandra confessou ter assassinado seu filho, Rafael Winques, de 11 anos, em Planalto. A Polícia Civil concluiu na última semana o inquérito sobre o crime. O material resultante da investigação foi encaminhado ao Ministério Público e foi pedindo a prisão preventiva de Alexandra. Ela foi indiciada por homicídio doloso triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel e sem possibilidade de defesa da vítima), além dos crimes de ocultação de cadáver e falsidade ideológica. Alexandra está presa em Guaíba desde que o corpo de Rafael foi localizado. A partir da denúncia encaminhada ao Judiciário, que se dará início ao processo. A partir de então, ela será acusada de forma oficial pelo assassinato, sendo programadas as audiências, antes do julgamento.

Gostou? Compartilhe