Polícia Civil deflagra “Operação Easy Profit” em Passo Fundo

Objetivo foi desarticular uma quadrilha especializada em estelionatos, e que tinha atuação também no estado de Santa Catarina

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

As Polícias Civis de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul, por meio das Delegacias de Polícia da Comarca de Tubarão, do Município de Gravatal e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas de Passo Fundo (DRACO), deflagraram, na manhã de hoje (10), em Passo Fundo a operação “Easy Profit”. Por meio dela foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão relativos a um estelionato da modalidade golpe do bilhete premiado ocorrido na cidade de Tubarão – SC, no dia 08 de junho deste ano. 

O setor de investigação criminal da Delegacia de Polícia da Comarca de Tubarão tomou conhecimento, através de um boletim de ocorrência, de que, no dia 08 de junho, por volta 14 horas, uma senhora de 70 anos teria sido vítima de um golpe do bilhete premiado. Um homem abordou a vítima e iniciou uma conversa, logo depois uma mulher apareceu e aquele homem passou a dizer que possuía um bilhete premiado, mas não tinha interesse em sacar o valor. 

Então, a idosa, acreditando nos golpistas, acabou por transferir R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para a conta de outra mulher e dando R$ 2.000,00 (dois mil reais) em dinheiro aos criminosos. Toda a empreitada criminosa foi acompanhada por outros dois golpistas que davam apoio aos que efetivamente ludibriavam a vítima. 

Os investigadores iniciaram diligências a fim de identificar os autores e, após a colheita de vasto conjunto probatório, lograram êxito em identificar três dos autores. Munido de tais elementos, o Delegado de Polícia coordenador do setor de investigação representou pela prisão preventiva dos autores já identificados (duas mulheres e um homem) e pela expedição de mandados de busca e apreensão em Passo Fundo. As cautelares representas pela Polícia Civil Catarinense foram deferidas pelo Poder Judiciário, com parecer favorável do Ministério Público de Tubarão. 

A investigação contou com o forte apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, através da 6ª DPRI e da DRACO de Passo Fundo, sobretudo com troca de informações que foram essenciais ao deslinde das investigações. 

Na quinta-feira (9), uma equipe composta por policiais civis das Delegacias de Tubarão e Gravatal se deslocaram para a cidade de Passo Fundo e, hoje, no período da manhã, em conjunto com a DRACO de Passo Fundo, deram cumprimento aos mandados. 

Parte do valor auferido pelo bando foi bloqueado na conta utilizada pelos golpistas, valor que poderá ser posteriormente restituído à ofendida. 

As suspeitas foram interrogadas e indiciadas pela autoridade policial e, após o retorno a Santa Catarina, serão encaminhadas ao presídio Feminino de Tubarão, onde permanecerão à disposição da autoridade judiciária. Um homem está foragido.

Gostou? Compartilhe