Mergulhadores fazem buscas em açude por jovem desaparecida de Soledade

Na manhã desta terça-feira, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Civil realizaram diligências na cidade de Fontoura Xavier em busca de pistas que levem ao paradeiro de Paula Perin Portes

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros realizaram, ontem,  novas diligências na tentativa de localizar a jovem Paula Perin Portes, de 18 anos. Ela desapareceu no começo de junho em Soledade, depois de ter saído da casa de uma amiga e ir até a casa de um conhecido. Imagens de câmeras de segurança próximos da residência  onde a jovem desapareceu, registraram o momento em que Paula é carregada para dentro de um veículo, aparentemente desacordada.

Os policiais e os bombeiros foram até a comunidade de Vila César, no interior do município de Fontoura Xavier, para realizar novas buscas. Nesta região foi registrado o último sinal emitido pelo celular da jovem no dia de seu desaparecimento.  

As buscas iniciaram por volta das 10 horas, em uma propriedade rural. Foram utilizados cães farejadores, e uma equipe de mergulhadores fez buscas em um açude. Os trabalhos  encerraram no início da tarde, sem sucesso. 

A jovem morava com a mãe no  município de Fontoura Xavier, mas havia mudado para Soledade para viver com o pai. A mudança aconteceu aproximadamente um mês antes do desaparecimento. 

Na segunda-feira (13), dois suspeitos de participação no desaparecimento da jovem foram presos preventivamente a pedido do Ministério Público. No domingo (12), eles foram vistos juntos na casa de um deles, configurando risco de interferência na produção das provas. 

Petição 

Familiares e amigos de Paula organizaram uma petição em uma página de campanhas online com o objetivo de coletar assinaturas e mobilizar a comunidade para que o inquérito não seja encerrado até que a jovem seja encontrada, e os responsáveis pelo seu desaparecimento  presos. A petição foi disponibilizada na última segunda-feira (13) e, em pouco mais de 24 horas, já havia sido coletadas aproximadamente 400 assinaturas. A petição será encaminhada aos delegados responsáveis pela investigação.

Gostou? Compartilhe